Vida Urbana

Fetronor completa 40 anos de fundação e comemora conquistas

Para o presidente da Fetronor, a data histórica tem grande significado, em face da história de lutas e conquistas.




A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste completa nesta sexta-feira (22) 40 anos de existência. Para o presidente da Fetronor, Eudo Laranjeiras, a data histórica tem grande significado, em face da história de lutas e conquistas consolidadas no período.

"À frente da entidade, constatamos os sentimentos de orgulho e felicidade pelos avanços alcançados nos meios tecnológico e ambiental, na qualidade dos serviços, na atuação política e sobretudo na mentalidade de empresariado do setor", afirmou.

Fundada no dia 12 de abril de 1975, a Fetronor reunia os estados das Regiões Norte e Nordeste (Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas, Acre, Amapá, Rondônia e Roraima) e teve como primeiro presidente Raimundo Feitosa. A primeira sede ficava no Palácio Progresso, no centro de Fortaleza, se constituindo na base política que deu sustentação à criação de outras federações no Brasil, Sul e Sudeste.

Expressão nacional

Em 1977, o empresário Hermínio Cavaleiro assumiu a presidência, iniciando uma nova fase na atuação política e empresarial na região. Seis anos depois, ele foi eleito presidente da CNT, num grande feito para a Fetronor, pois simbolizou o quanto e quão rapidamente a organização da federação tinha transformado o cenário nacional do transporte. 

Nessa mudança, quem assumiu o comando da Fetronnor foi o empresário Alfredo Bezerra Leite, transferindo a sede da entidade para Recife. Sua gestão foi marcada por mudanças estratégicas que trouxeram dinamismo e agilidade à Fetronnor que dividiu-se em quatro federações. Assim surgiu a Fetranorte representando os estados do Amazonas, Acre, Pará, Roraima e Rondônia, depois a Cepimar (Ceará, Piauí e Maranhão), a Fetrabase  (Bahia e Sergipe).

A federação de origem passou a se chamar Fetronor e a representar os estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Sob o comando de Eudo Laranjeiras desde 1993, a federação se projeta para uma gestão cada vez mais voltada à valorização do setor, tão renegada pelas autoridades governamentais, da elaboração de políticas públicas que atenda e reforce a organização do transporte, beneficiando a sociedade na luta por melhorias da mobilidade urbana e da conscientização sobre a preservação do meio ambiente.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.