Vida Urbana

Falta um ano para desligamento do sinal analógico em João Pessoa e 12 cidades

Moradores têm até o dia 30 de maio de 2018 para fazer a migração.




Os telespectadores de TV aberta precisam se preparar. Seguindo determinação do Governo Federal, o sistema analógico será desligado no dia 30 de maio de 2018 em 13 municípios da Paraíba. Com isso, todas as emissoras locais, incluindo a TV Cabo Branco, passarão a ser transmitidas apenas na tecnologia HD (alta definição; do inglês, high definition).

A medida atingirá João Pessoa, Alhandra, Bayeux, Cabedelo, Conde, Cruz do Espírito Santo, Lucena, Marcação, Mari, Riachão do Poço, Santa Rita, Sapé e Sobrado. Até a data estipulada, os moradores dessas cidades que quiserem continuar assistindo à programação da TV aberta deverão adquirir um televisor com conversor integrado ou um decodificador externo.

Beneficiários de mais de 20 programas sociais têm direito a um kit gratuito, composto por uma antena UHF, um cabo e um decodificador. Para solicitá-lo, é necessário ligar no telefone 147 ou acessar o site da Seja Digital e informar o CPF ou Número de Identificação Social.

Para que ninguém seja pego de surpresa, durante os 365 dias que restam até o “apagão”, a TV Cabo Branco vai inserir uma marca com a letra “A”, de analógico, no canto superior direito da tela e ainda mensagens de alerta reforçando o fim do prazo. Além disso, na Afiliada Globo, uma campanha institucional entrará no ar, nos intervalos comerciais, para abordar os benefícios da nova tecnologia.

“Existe uma campanha de divulgação do desligamento que vai sendo progressivamente reforçada à medida que a data final for se aproximando. De início, será o ‘A’, mas também iremos à rua distribuir panfletos, dar palestras e visitar os bairros para massificar o trabalho”, disse o gerente de Tecnologia da Rede Paraíba de Comunicação, Josemar Cruz.

O processo de implantação da TV digital na Paraíba começou em João Pessoa com a fase de testes em 2009. Naquele ano, a TV Cabo Branco se tornou oficialmente a primeira emissora a inaugurar a tecnologia no estado. Em Campina Grande, a televisão com cara de cinema chegou em 2013, fazendo da TV Paraíba a pioneira em HD no interior paraibano. No ano de 2014, o sinal foi inaugurado nas regiões de Itabaiana, Patos, Guarabira, Sousa e Cajazeiras. Dois anos depois, foi a vez da região polarizada por Catolé do Rocha.

Entre as vantagens da TV digital, destaca-se a alta qualidade da imagem (seis vezes melhor do que a atual) e som (compatível com a de aparelhos home theaters), que oferece uma resolução de cinema em casa, sem ruídos nem interferências. Outro benefício é a portabilidade, que permite a recepção do sinal em aparelhos portáteis, como telefones celulares e televisores de mão – desde que estes sejam equipados com receptor de TV. E não para por aí. Graças à tecnologia, também é possível assistir à programação por meio de equipamentos mobile, como no carro, por exemplo. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.