Vida Urbana

Enem 2019: Paraíba tem cerca de 22 mil mulheres inscritas a mais que homens no exame

Em todo o estado, 51 municípios sediam as provas do Enem, que acontece nos próximos dias 3 e 10 de novembro.




Quantidade de mulheres inscritas no Enem em 2019, na Paraíba, é 15.2% maior que a de homens. (Reprodução: TV Paraíba)

Conforme dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) referentes ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, cerca de 147 mil pessoas devem realizar as provas na Paraíba. Os inscritos farão o exame em 350 escolas espalhadas em 51 municípios paraibanos, supervisionados por  mais de 6 mil pessoas capacitadas pelo MEC para fiscalizar as mais de 4 mil salas de prova.

Em todo o estado, mais de 13 mil alunos se declararam negros, 1.500 indígenas, e o número de mulheres é 15,2% superior ao de homens – são 84.642 inscritas do sexo feminino e 62.540 do sexo masculino, uma diferença equivalente a cerca de 22 mil mulheres a mais. As cidades de João Pessoa e Campina Grande lideram o ranking quantitativo dos alunos que devem participar do Enem em 2019, sendo 38.636 participantes inscritos na capital do estado, aproximadamente 24 mil em Campina Grande, e cerca de 6 mil em Patos. Já o município de Diamante, no Sertão da Paraíba, possui o menor número de inscritos no ranking: apenas 422.

Ainda no âmbito estadual, dentre os mais de 100 mil inscritos no Enem, 761 se enquadram na modalidade de Pessoas Privadas de Liberdade (Enem PPL), 243 possuem idade superior a 60 anos e mais de 76 mil declararam carência e obtiveram o direito de se inscrever no exame gratuitamente. Outros 44 mil alunos de instituições de ensino privadas tiveram o pagamento de R$ 85, proposto no ato de inscrição que ocorreu no mês de abril, confirmados no sistema do Inep e também devem realizar o exame.

‘Revisão’ geral

Nos mais de 1.700 municípios que sediarão as provas em todo o país, os 5,1 milhões de alunos precisam portar, obrigatoriamente, caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente e documento oficial com foto. Dispositivos eletrônicos, como celulares e tablets, além de materiais escolares, como borracha e lápis, não serão permitidos nas salas de prova, e os gabaritos e cadernos de provas oficiais serão divulgados no dia 13 de novembro, enquanto o resultado oficial deve ser disponibilizado pelo MEC em janeiro de 2020.

O Enem será aplicado nos dois primeiros domingos do mês de novembro, seguindo o horário de Brasília. No dia 3, acontecem as provas de Linguagens, códigos e suas tecnologias, Redação, Ciências humanas e suas tecnologias, e no dia 10, o alunos farão provas de Ciências da natureza e suas tecnologias e Matemática e suas tecnologias. Nas duas etapas, os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 12h e fechados às 13h; a prova terá início às 13h30, e o término deve acontecer às 19h. Conforme o edital, os estudantes que chegarem após o fechamento dos portões em todos os estados da Federação não poderão fazer o exame.

Os locais de prova podem ser consultados na Página do Participante, e ainda conforme o MEC, os estudantes não são obrigados a portarem o cartão de confirmação da inscrição do Enem, mas para evitar maiores transtornos, recomenda-se que os inscritos imprimam e levem os cartões, também disponíveis na Página do Participante e no aplicativo oficial do Enem, que pode ser baixado em lojas de aplicativos dos sistemas Android e Ios. Os participantes também podem levar alimentos em embalagens originais, sem haver, portanto, a necessidade de armazená-lo em vasilhas transparentes, facilitando a vistoria dos objetos por parte dos fiscais de sala. Outras informações podem ser conferidas no edital do exame.

Sob orientação de Aline Oliveira*


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.