Vida Urbana

Encontrado corpo de segunda criança vítima de afogamento em açude

Canoa virou no açude Lagoa de Arroz, entre os municípios de Bom Jesus e Cajazeiras, no Sertão paraibano, no domingo. Segundo bombeiros, havia excesso de peso.



Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba
Canoa virou em ponto mais profundo do açude, o que dificultou buscas

Karoline Zilah

Foi encontrado na noite da segunda-feira (1º), por volta das 21h30, o corpo da segunda criança que morreu afogada depois que uma canoa virou no açude Lagoa de Arroz, entre os municípios de Bom Jesus e Cajazeiras, no Sertão paraibano. O acidente aconteceu no fim da tarde do domingo (31), quando a pequena embarcação não suportou o excesso de peso.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, na canoa estavam três adultos e quatro crianças, quando a capacidade máxima seria de quatro pessoas. Cinco pessoas foram salvas no momento do acidente por um pescador que mora na região. Duas crianças não conseguiram sair da água e morreram afogadas.

O primeiro corpo foi encontrado por volta das 13h30 da segunda-feira. Era o menino Charles Batista da Silva Filho, de oito anos de idade. O irmão dele, David Yarlem Batista da Silva, de seis anos, só foi retirado da água às 21h30, quando seu corpo foi visto boiando.

De acordo com o relato de testemunhas ao 6º Batalhão da Polícia Militar de Cajazeiras, os adultos que estavam na canoa estariam alcoolizados. O grupo estava num dos locais mais fundos do açude quando a canoa virou. Eram cerca de oito metros de profundidade, o que dificultou as buscas.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.