Vida Urbana

Eletrodomésticos são responsáveis pela maioria dos acidentes de consumo

Os produtos são responsáveis por 23,8% dos casos danos ao consumidor registrados pelo Inmetro.




Os eletrodomésticos são os grandes vilões no quesito acidente de consumo no Pais. Os produtos que, em tese deveriam ser totalmente seguros para o uso, são responsáveis por 23,8% dos casos registrados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e divulgados na pesquisa nacional sobre acidentes de consumo no Brasil, realizada de dezembro de 2014 e janeiro deste ano com dados referentes aos período de 2006 a 2014, envolvendo consumidores de todo o Brasil, que relataram os casos mais frequentes de acidentes com produtos.

Na Paraíba, os eletrodomésticos também lideram os casos com 0.55% dos acidentes envolvendo esses itens. O mobiliário é responsável por boa parte dos incidentes com 0.28%. Cosméticos, embalagens, produtos infantis, vestuário, veículos e acessórios estão na lista empatados com 0.14%.

Quando separados por item as embalagens em lata são as mais perigosas e representam 19,2% dos casos no Brasil. Em segundo lugar aparecem os incidentes envolvendo fogões com 11,5% e as escadas domésticas ocupam a terceira posição com 3,8%.

De acordo com a pesquisa, do total de acidentes registrados pela Pesquisa, 27,7% deles levaram as vítimas a procurar atendimento médico, e 16,2% dos consumidores tiveram de se ausentar no trabalho. Das lesões relatadas, as principais foram cortes (33,5%) e queimaduras (19,6%).

“Ainda que os dados encontrados reflitam os números do Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidente de Consumo (Sinmac), eles representam uma realidade que vamos acompanhar de perto, por meio de pesquisas pontuais, como forma de avaliarmos ações de melhoria mais rapidamente. A criação e aperfeiçoamento de regulamentos técnicos, a realização de campanhas de conscientização e interações com o setor produtivo com o objetivo tornar os produtos mais seguros e competitivos são algumas destas ações”, relatou Paulo Coscarelli, assistente da Diretoria de Avaliação da Conformidade.

Dados – Um acidente de consumo ocorre quando um produto ou serviço prestado provoca dano ao consumidor, mesmo quando utilizado ou manuseado de acordo com as instruções de uso fornecidas pelo fornecedor.

O Inmetro monitora os acidentes de consumo desde 2006 em um banco de dados, por meio dos relatos de consumidores no site institucional. O Sinmac disponibiliza relatórios e dados estatísticos de acidentes de consumo registrados no país, com detalhes sobre os acidentes, como filtros por tipo e classe de produto e estado. Atualmente, eletrodomésticos, utensílios domésticos, produtos infantis e embalagens lideram o ranking de acidentes de consumo.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.