Vida Urbana

Desempregado “descobre” que tem 5 empresas e deve R$ 40 mi em CG

MP e Polícia Civil investigam fraude na utilização do nome de Clebson Cavalcante por quadrilha.



Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba
Galpão, onde seria uma das empresas, funciona como depósito de bebidas em Campina Grande

No início deste mês, o tecelão Clebson Cavalcante de Sousa, de 36 anos, procurou a Casa da Cidadania, onde funciona um posto do Ministério do Trabalho, em Campina Grande, para retirar o seguro desemprego. Ele trabalhou dois anos na indústria Coteminas e ficou desempregado. Quando chegou no posto do MT, os atendentes constataram que ele não tinha direito, porque o nome dele figurava como sócio em cinco empresas.

Apenas em uma das empresas, de acordo com a Promotoria de Combate aos Crimes Tributários da Paraíba, Clebson deve mais de 40 milhões em impostos e multas. No entanto, o tecelão afirmou que nunca possuiu nenhuma das empresas e não deu autorização a ninguém para abrir estabelecimento comercial em seu nome.

Hoje, Clebson mora com a mãe e um irmão, numa casa de apenas um cômodo no bairro da Ramadinha, aqui em Campina Grande. Ele é casado, mas por estar desempregado teve que deixar de morar com a mulher porque está sem condições de sustentar a família. A mulher dele ficou morando com os pais, enquanto Clebson foi morar com a mãe.

“Tá difícil porque eu tô separado da minha mulher. “Você sabe, o canto é pequeno e não dá para morar outra pessoa a mais é apertado. Eu vou ver ela, mesmo assim, não é a mesma coisa, a pessoa que é casado, quer ficar junto”, relatou Clebson emocionado ao Bom Dia Paraíba.

Ele ainda acrescentou que “nunca pensei que ia passar por isso na minha vida, mas a gente nunca espera, e acontece. O chão de abriu, Deus vai me ajudar, e vai punir as pessoas que fizeram isso comigo”, destacou.

Pede Justiça

Clebson ainda relatou que está passando por dificuldades e pede que os autores da possível fraude sejam responsabilizados. O advogado Anderson Almeida, que defende Clebson, explica que os dados foram usados indevidamente. “A prioridade é fazer com que ele tenha pelo menos o direito de receber o seguro desemprego urgentemente”, frisou o advogado.

Depois, Anderson ponderou: “o problema não é só não receber o seguro desemprego, é porque em seu nome pode constar débito em nome dessa empresa, e além do prejuízo de não receber o seguro, ele pode estar devendo a receita estadual e federal”.

O tecelão registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil que começou a investigar. O promotor da Ordem Tributária, Romualdo Tadeu Dias, também comentou que o Ministério Público tomou conhecimento do caso e disse que vai apurar a possível fraude.

Endereço

Duas empresas têm endereço na Paraíba. A reportagem do Bom Dia Paraíba procurou uma delas que fica na cidade de Queimadas, no Agreste da Paraíba, conforme endereço repassado à Receita Federal. No prédio, funciona um escritório.

Em seguida, a reportagem foi até a casa de um dos sócios atuais do estabelecimento, João Marcos Cavalcante, mas foi informada que ele não estava. Outra empresa funciona em um galpão, no bairro Estação Velha, em Campina Grande. A porta estava fechada.

Pessoas que trabalham por perto disseram que quase nunca aparece alguém no local, mas o estoque está cheio. Eles informaram também que o dono está se preparando para mudar de endereço.

Sócio

Cleryston Veríssimo Queiroz é sócio atual da distribuidora. No contrato social, o endereço é uma apartamento no centro de Campina Grande. Ele foi ouvido pelo promotor Romualdo Tadeu. “Ele (Cleryston) nos informou que reconhece a abertura da empresa, reconhece que a empresa tem débito, contudo desconhece a figura do sócio Clebson”, frisou o promotor.

O representante do Ministério Público também ouviu o desempregado Clebson Cavalcante. “Ele nos informou que não conhecia essa empresa, não conhecia o seu domicílio tributário e principalmente apresentamos os contratos sociais e ele não conhecia a assinatura”, assinalou o promotor Romualdo Tadeu.

Outros estados

E não para por aí, além dessas empresas, Clebson seria sócio de mais uma na cidade de Currais Novos, no Rio Grande do Norte, e mais duas nas cidades de Itambé e Timbaúba, em Pernambuco. Todas as empresas são do ramo de distribuidoras de bebidas e de alimentos

Relação das empresas

Paraíba

1 – Atacadão de Bebidas Queiroz LTDA – que fica localizada na rua Guilhermino Barbosa, na Estação Velha em Campina Grande, nº 52. Galpão B25.

2 – Varejão Dois Amigos Cestas Básicas LTDA – que fica localizada na rua José Braz de França, 78, no Centro da cidade de Queimadas.

Rio Grande do Norte

3 – Comercial J. G. LTDA – que fica localizada na rua Cândido Mendes, 33A, no Centro da cidade de Currais Novos, no Rio Grande do Norte.

Pernambuco

4 – L. E. Alves de Sousa e CIA LTDA – que fica localizada na Rodovia PE 75, KM 28, nº 03, na cidade de Itambé.
5 – Sousa e Cavalcante LTDA – que fica localizada na rua Coronel Claudino, 273, no Centro da cidade de Timbaúba.

 

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.