Vida Urbana

CRM alerta para cuidados na hora de fazer cirurgias

CRM orienta as pessoas que procurem hospitais equipados e profissionais especializados na hora de programar cirurgia plástica.




Quem pretende se submeter a uma cirurgia plástica deve ficar atento a algumas medidas de segurança na hora de escolher o profissional. Segundo o diretor de fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), Eurípedes Mendonça, o paciente deve procurar um especialista em cirurgia plástica, além disso, outra preocupação deve ser procurar informações sobre a equipe médica na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

“Caso seja uma cirurgia de maior porte, como de mama ou abdômen, ela deve ser realizada em um hospital que tenha unidade de terapia intensiva, para um caso de emergência”, explicou. O médico enfatiza ainda a importância de fazer uma consulta pré-anestésica, para que o anestesista conheça as necessidades do paciente, avaliando, por exemplo, se ele tem alergia a alguma substância ou medicamento.

Segundo o diretor de fiscalização do CRM-PB, uma lista com os profissionais especialistas em cirurgia plástica pode ser encontrada no endereço eletrônico (www.portalmedico.org.br).

Na última quinta-feira, a professora Rejane Lima dos Santos Nobre, 38 anos, morreu no Hospital Pedro I, em Campina Grande, durante a realização de uma cirurgia para redução das mamas e da camada de gordura abdominal.

Apesar do hospital estar habilitado e possuir os equipamentos necessários para a realização do procedimento, Rejane passou mal e não resistiu. De acordo com a mãe da professora, Neusa dos Santos, a causa da morte de acordo com o atestado de óbito, foi embolia pulmonar, parada cardiorrespiratória e insuficiência respiratória aguda.

“O procedimento custou R$ 6 mil, não sei se as duas cirurgias chegaram a ser realizadas, mas por volta das 18h de terça-feira, fomos surpreendidos com esta notícia”, disse Neusa.

A direção do Hospital Pedro I, em Campina Grande, afirmou que não fornecerá informações sobre a morte da professora. De acordo com a diretora técnica, Alba Medeiros, todos os esclarecimentos a respeito dos procedimentos médicos foram prestados à família.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.