Vida Urbana

Corpo de taxista morto em discussão de trânsito é enterrado em João Pessoa

Autor do crime teve prisão preventiva decretada.




Foto : Hebert Araújo/TV Cabo Branco

Sob comoção, foi enterrado, na manhã deste domingo (17), o corpo do taxista Paulo Damião dos Santos, de 42 anos, que foi morto após uma discussão de trânsito no bairro do Bessa, em João Pessoa. O autor do crime, o corretor de imóveis Gustavo Teixeira Correia, também de 42 anos, está preso.

Paulo morreu no Hospital de Trauma de João Pessoa na sexta-feira (15), após ser baleado. Gustavo estaria bêbado e atirou no taxista depois de uma discussão por causa de uma manobra de um veículo.O suspeito foi preso após a polícia fechar um cerco na casa delee negociar por cinco horas.

O corpo do taxista foi velado em uma central de velórios no bairro de Jaguaribe e foi enterrado no Cemitério Cristo Redentor, no bairro do Cristo. Segundo o irmão dele, Paulo nunca tinha se envolvido em confusões no trânsito, mesmo estando diariamente dirigindo o táxi.

Prisão

Após o crime, Gustavo Teixeira Correia fugiu para a casa dele, que fica a 50 metros do local onde o taxista foi morto. Após uma negociação com a polícia, que durou cerca de cinco horas, ele foi preso em flagrante por homicídio doloso. A arma do crime não foi encontrada pelos policiais.

Imagem divulgada pela TV Cabo Branco mostra Gustavo ostentando arma (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

No sábado (16), Gustavo passou por uma audiência de custódia e não se pronunciou. A defesa dele pediu para que ele respondesse em liberdade, mas o pedido foi negado. Ao fim, foi decretada a prisão preventiva de Gustavo e ele foi encaminhado para o 5º Batalhão de Polícia Militar, na capital. Segundo a defesa, ele foi levado para o batalhão porque possui ensino superior completo.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.