Vida Urbana

Conta de energia fica 14% mais cara em 216 cidades da Paraíba

Reajuste entra em vigor na próxima segunda (28) e é válido para os clientes da Energisa Paraíba.




A conta de energia vai ficar mais cara em 216 cidades da Paraíba a partir da próxima segunda-feira (28). A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou reajuste na tarifa da Energisa Paraíba. O aumento para o consumidor residencial vai ser de 14,07%. Já para as indústrias, a correção vai ser de 16,38%.

O aumento vai atingir 1,3 milhão de unidades consumidoras. Ficam fora as cidades de Campina Grande, Queimadas, Fagundes, Boa Vista, Massaranduba e Lagoa Seca, que são atendidas pela Energisa Borborema, e Pedras de Fogo, atendida pela Companhia Energética de Pernambuco (Celpe).

Segundo a Energisa Paraíba, os principais motivos para a correção da tarifa são a aquisição de energia e o pagamento de indenizações às transmissoras como determinado pelo Governo Federal. Os dois itens são custos não gerenciáveis pela distribuidora.

Ainda de acordo com a concessionária de energia, a tarifa final do consumidor da Energisa Paraíba contém 39,02% de encargos e impostos e os ajustes comparados à inflação desde 2008 estão abaixo dos índices IGPM e IPCA.

O aumento foi aprovado durante Reunião pública da Diretoria da Aneel, nesta terça-feira (22). A revisão tarifária periódica reposiciona as tarifas cobradas dos consumidores após analisar os custos eficientes e os investimentos para a prestação dos serviços de distribuição de energia elétrica, em intervalo médio de quatro anos.

A Revisão Tarifária Periódica é um processo regulado pela Aneel e é prevista no contrato de concessão da empresa. Pela norma, o valor da tarifa é reajustado anualmente (Reajuste Tarifário Anual) e a cada quatro anos (Periódica)