Vida Urbana

Consumo de cigarros pode prejudicar a visão, diz pesquisa da UFPB

Estudo afirma que fumar 20 cigarros por dia pode fazer com que o indivíduo diferencie 1,5 menos vezes os padrões e contraste das cores.




Foto: Pixabay/Reprodução

Uma pesquisa realizada pelo Laboratório de Percepção, Neurociência Cognitiva e Comportamento (LPNeC) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) revela que fumar pode prejudicar a visão. Segundo o estudo, o consumo de 20 cigarros por dia pode fazer com que o indivíduo diferencie 1,5 menos vezes os padrões e contraste das cores, em comparação a adultos que não fumam ou fumam menos.

A perda total dessas capacidades pode ocorrer quando o consumo é prolongado, durante muitos anos, e em grande quantidade. “Concluímos que os componentes do cigarro podem afetar os vasos sanguíneos, o que culminaria nesse prejuízo”, explica Natália Almeida, que conduziu a pesquisa com o doutorando Thiago Fernandes e o professor Natanael Santos.

O estudo, que conta com a parceria de especialistas da Rutgers University, nos Estados Unidos, continua em andamento, agora com o intuito de compreender o papel da nicotina para a perda total da percepção de padrões e contraste das cores.

“Esperamos investigar também os efeitos de diferentes quantidades de nicotina absorvidas por pessoas não fumantes”, afirma Natália Almeida. A pesquisa foi realizada durante dois anos, a partir da observação de fumantes e de pessoas em abstinência a estímulos visuais.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.