Vida Urbana

Mulher é encontrada morta em rodovia com tiros na cabeça

Novo caso aconteceu no município de São Mamede.




Corpo de mulher foi encontrado no meio da rodovia, em São Mamede, no Sertão da Paraíba — Foto: Polícia Militar

Mais um crime está sendo tratado como feminicídio na Paraíba, o nono do ano. Uma mulher de 28 anos foi encontrada morta com três tiros na cabeça em rodovia no município de São Mamede, no Sertão da Paraíba, na manhã desta quinta-feira (9). Segundo informações do delegado responsável pelo caso, Elcenho Engel, o corpo da vítima estava com três marcas de tiros e o principal suspeito do crime é o ex-companheiro dela. Segundo depoimentos colhidos pela polícia, o casal estava separado há uma semana e o homem tentou reatar o relacionamento, mas a vítima não aceitou.

O corpo de Maria de Fátima foi encaminhado ao Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Patos. Até as 13h desta quinta, o suspeito pelo crime não havia sido localizado.

Com o crime, sobe para nove o número de casos que são tratados como feminicídio na Paraíba só em 2019, segundo dados da Secretaria de Segurança e Defesa Social da Paraíba (Seds). Nesses casos, as mulheres são mortas simplesmente por serem mulheres.

Quatro casos em um mês

Só no mês de abril, quatro mulheres foram assassinadas em menos de cinco dias no estado. Em dois dos casos, que aconteceram em Campina Grande e João Pessoa, os companheiros das vítimas se mataram logo após cometer os crimes. 

O feminicídio faz parte do rol de crimes hediondos desde 2015, quando a lei nº 13.104 foi sancionada pela ex-presidenta Dilma Rousseff. É feminicídio o homicídio contra a mulher por razões da condição de sexo feminino, que envolve violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.