Vida Urbana

Cachorro mata gato que transportava celulares para dentro de presídio

Celulares estavam presos ao corpo do gato; cachorro é adotado pela penitenciária.




Um gato foi flagrado nesta quinta-feira (19) transportando dois celulares para dentro da Penitenciária Padrão de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba. Um cachorro adotado pela penitenciária interferiu na ação criminosa e acabou matando o gato.

Segundo o diretor da penitenciária, Tales Alves de Almeida, o setor de inteligência e monitoramento informou que um gato poderia ser deixado nas redondezas com celulares para os detentos. A informação foi repassada aos agentes penitenciários, que não conseguiram capturar o gato pela agilidade do animal.

Um dos dois cachorros adotados que ficam dentro do presídio, entretanto, acabou alcançando e matando o felino. Os celulares estavam presos ao corpo do animal.

Conforme Almeida, o gato teria sido levado para casa por uma visitante após a visita íntima de quarta-feira (18). A pessoa utilizou esparadapos para prender os celulares ao corpo do animal e o deixou nas proximidades do presídio.

Conforme o diretor, devido à penitenciária ser muito próxima à BR-230, vários animais são abandonados e acabam entrando e saindo do presídio com facilidade. A direção da unidade pretende entrar em contato com o Centro de Zoonoses para ajudar a solucionar o problema.

A polícia segue investigando o caso, e até as 12h (horário local) desta quinta-feira (19) ninguém foi preso. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.