Vida Urbana

Cachaça paraibana é medalha de prata em feira de degustação em Minas Gerais

Matuta é única do nordeste na categoria de cachaças brancas puras a levar a medalha na Expocachaça.




Cachaça (Foto: Kleide Teixeira)

Resultado abriu portas no mercado para a Matuta (Foto: Kleide Teixeira)

Uma cachaça produzida em Areia, no Brejo paraibano, foi a única cachaça nordestina a receber medalha de prata na degustação de cachaças brancas da Expocachaça, maior feira de cachaças do Brasil que acontece em Belo Horizonte, Minas Gerais. A cachaça Matuta levou, pela segunda vez consecutiva, a medalha de prata na categoria.

A feira aconteceu entre os dias 7 e 10 em Minas Gerais e cerca de 650 cachaças de 20 estados do Brasil participaram da edição deste ano. As degustações de cachaças acontecem às cegas e os jurados dão notas de acordo com critérios como sabor, aroma e tempo de armazenagem nos barris. Do nordeste, só a Cachaça Matuta e a cachaça Sanhaçú Freijó, de Pernambuco, conseguiram medalhas.

‘Cachaça não é maquiada’

Para a Sócia-Diretora da Cachaça Matuta, Germana Leal Freire é uma honra muito grande receber essa medalha de prata da Expocachaça. “A gente fica muito feliz de ganhar essa medalha de prata, principalmente na cachaça branca, porque é uma cachaça que não é maquiada. [Ela] Não está envelhecendo em barris de madeira, não pega o gosto da madeira. É só a cachaça pura, destilada”, diz.

Ainda segundo Germana, a medalha de prata da Matuta abre os olhos do resto do Brasil para a qualidade das cachaças produzidas na Paraíba. Algumas empresas de cachaças de Minas Gerais já marcaram de vir até Areia conhecer como é a produção da Cachaça Matuta. Para Germana isso pode significar possíveis investimentos na produção de cachaça local.

Expocachaça reúne grandes marcas

A Expocachaça acontece há 28 anos em Minas Gerais e é conhecida como a maior feira de cachaças do Brasil. A feira reúne centenas de produtores de cachaça de todo o país. No local são reunidos os maiores produtores e grandes marcas de cachaças do país.

A programação na feira é eclética contando com entretenimento, gastronomia e negócios. Mas o ponto alto é a avaliação das cachaças. Os produtos são divididos em nove categorias e avaliadas por jurados especialistas em cachaças que dão notas em quesitos como, sabor, aroma e tempo de envelhecimento das cachaças no barril. O evento é marcado por exposição de cachaças e também como ponto de negócios para os produtores.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.