Vida Urbana

Bebês vítimas de supostos maus-tratos permanecem internados no Trauma em CG

Casos são investigados pela Polícia Civil.




Um bebê de onze meses do município de Areia, na região do Brejo, e outro de um ano e três meses, da cidade de Damião, no Agreste, vítimas de supostos maus-tratos permanecem internados no Hospital de Trauma de Campina Grande. Os dois casos estão sendo acompanhados pelos Conselhos Tutelares das duas cidades e foram comunicados à Polícia Civil.

O bebê de onze meses deu entrada na unidade hospitalar na última segunda-feira (13), apresentando fraturas no crânio e permanece internado na ala pediátrica, com o quadro clínico considerado estável. A mãe da criança, uma adolescente de 16 anos, está acompanhando os procedimentos no hospital.

Um exame de corpo delito realizado no bebê confirmou a causa dos ferimentos por agressões, segundo o presidente do Conselho Tutelar de Areia, Alfredo Pereira. Na manhã desta quinta-feira (16) o padrasto do bebê, um homem de 33 anos e outras duas pessoas que prestaram o socorro no momento do fato foram convocadas pela Polícia Civil e estão prestando depoimento.

Já o outro bebê permanece internado na UTI, sem risco de vida com o estado de saúde estável. Ele deu entrada na unidade na última terça-feira (14), apresentando hematomas nas regiões do braço e pescoço.

De acordo com a conselheira tutelar do município de Damião, Maraisa Lima, o caso está sendo acompanhado pela equipe do órgão e foi registrado na Polícia Civil de Barra de Santa Rosa, que deve abrir um procedimento para investigação para descobrir como foi provocado os ferimentos. “O conselho tutelar foi acionado pela equipe de saúde do município, ainda quando a bebê estava na cidade, o caso foi comunicado a polícia civil e estamos aguardando a abertura do procedimento para continuar o processo, inclusive, com o pedido da realização de exames”, ressaltou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.