Vida Urbana

Aposentada é autuada por manter animais silvestres em cativeiro

Idosa criava 13 animais silvestres sem autorização, dentre eles um macaco-prego.



Divulgação/BPAmb
Divulgação/BPAmb
Foi encontrado um macaco-prego numa gaiola, o que representa risco à saúde humana

Nesta quarta-feira (23), policiais do Batalhão de Polícia Ambiental da Paraíba (BPAmb) autuaram uma aposentada de 77 anos, no bairro do Velame, em Campina Grande, por crime ambiental. Segundo a polícia, a idosa criava 13 animais silvestres em cativeiro sem autorização do órgão ambiental competente, dentre eles um macaco-prego. A infratora foi autuada administrativamente e multada em R$ 6,5 mil.

De acordo com o comandante do BPAmb, major Lucas, o Pelotão Ambiental chegou à residência da aposentada após uma denúncia anônima. Ao comparecerem ao local indicado, onde reside uma aposentada, os militares constataram que havia 12 aves, sendo um carcará, um maroca, uma corda negra, um concriz, três golados, três galos de campina, em sabiá e um tico-tico. Ainda, para surpresa dos policiais, foi encontrado um macaco-prego numa gaiola, o que representa risco à saúde humana, pois esse animal pode transmitir doenças graves, como a raiva, que pode levar à morte.