Vida Urbana

Ambulantes acampam na CMCG e pressionam para trabalhar no Parque do Povo

Protesto repercute entre vereadores e prefeitura anuncia mais vagas para trabalhadores.




Ambulantes ocupam desde terça-feira (5) as galerias da Câmara Municipal em Campina

Um grupo de ambulantes que ficou de fora do cadastramento para trabalhar no Parque do Povo, durante o São João Pessoa, acampou nas galerias da Câmara Municipal de Campina Grande. No ano passado, 150 trabalhadores informais puderam vender os seus produtos no interior do QG do Forró, mas esse ano a empresa Aliança Comunicação e Cultura decidiu diminuir o contingente

Inicialmente, foram sorteados 50 ambulantes, deixando de fora 100. Diante da redução, trabalhadores informais fizeram um protesto na Câmara na semana passada. Uma comissão de vereadores conversou com o prefeito Romero Rodrigues e a empresa Aliança e foram cadastrados mais 30 ambulantes, elevando para 80.

Todavia, os trabalhadores voltaram, pedindo mais vagas e desde terça-feira (5) acampam nas galerias com colchões, cobertores e fogão. A presidente da Associação dos Ambulantes e Trabalhadores em Geral da Paraíba, Márcia Medeiros, disse no início da noite desta quarta-feira (6) que os ambulantes só vão deixar as galerias do Poder Legislativo, após a garantia de pelo menos mais 20 vagas. “Estes trabalhadores atuam, no Parque do Povo, há mais de dez anos e não podem ficar de fora este ano da festa este ano”, protesta Márcia. Segundo ele, cada um paga em torno de R$ 200 para a empresa organizadora.

Mais vagas

Os vereadores da bancada de oposição engrossaram o coro e repercutiram o fato na tribuna da Câmara. “São pais e mães de família que precisam trabalhar para sustentar os filhos”, asseverou o vereador Galego do Leite do bloco oposicionista.

O vice-presidente da Câmara, Márcio Melo, disse que o prefeito Romero Rodrigues estava em contato com a Aliança para tentar resolver o problema. Á noite, o prefeito anunciou a abertura de mais 10 vagas para ambulantes, totalizando 90, mas dependia do aval do Corpo de Bombeiros e do Ministério Público.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.