Vida Urbana

Aesa diz que águas da Transposição devem chegar a Boqueirão até 22 de abril

Divulgação de prazo acontece após problema em uma bomba da estação elevatória de água.  




A Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) afirmou nesta quarta-feira (29) que acredita que as águas da transposição do São Francisco vão chegar ao açude Epitácio Pessoa, conhecido como açude de Boqueirão, no Cariri paraibano, até o dia 22 de abril.

O posicionamento vem após ocorrer um problema em uma das duas bombas da estação elevatória de água EBV-6, no eixo leste da transposição, que seria responsável por um possível atraso. A previsão era de que depois de passar por Monteiro, no dia 8 de março, as águas chegariam ao açude de Boqueirão entre 30 e 45 dias. Apesar disso, nesta período, o sistema estava funcionando corretamente.

Com o problema na bomba, a vazão liberada foi reduzida quase pela metade. Apesar disso, o presidente da Aesa, João Fernandes, disse que a bomba já foi reparada e encaminhada para a EBV-6, que fica no município de Sertânia, em Pernambuco. Fernandes esteve em Brasília nesta terça (28), para entrar em contato com o Ministério da Integração Nacional. O Ministério garantiu que até esta sexta (31) a vazão deve ser normalizada.

Na Paraíba, as águas da transposição do Rio São Francisco já passaram pelos açudes São José I e Poções, na cidade de Monteiro, e estão enchendo o açude de Camalaú, no Cariri. Depois que passar por Camalaú, a água vai seguir pelo Rio Paraíba até o açude de Boqueirão. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.