Sem categoria

Policial militar pode ter envolvimento com tiroteio que feriu bebê e mulher

Homem lotado no 5º BPM se apresentou a Polícia Civil e prestou depoimento.




Ação do policial militar foi flagrado por uma câmera de segurança nos Bancários, em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Nesta quarta-feira (22), o homem que atirou contra dois assaltantes em um tiroteio nos Bancários, em João Pessoa, que deixou um bebê e uma mulher feridos. De acordo com informações repassadas pela assessoria da Polícia Militar, o homem que é visto atirando contra dois assaltantes é um policial militar lotado no 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM). No seu depoimento, o policial explicou que houve uma troca de tiros com os criminosos.

A Polícia Civil e o Instituto de Polícia Científica (IPC) investigam de onde partiram os tiros que atingiram o bebê e a mulher. Perícias estão sendo realizadas para determinar como as vítimas foram baleadas. Além disso, a Polícia Militar informou, também por meio de sua assessoria, que um procedimento administrativo vai ser aberto para apurar o caso, mas adiantou que somente uma perícia técnica vai confirmar de onde partiram os tiros.

O caso

Um bebê de cinco meses e uma mulher de 51 anos firam feridos durante um tiroteio no Jardim São Paulo, no bairro dos Bancários, em João Pessoa, na noite de segunda-feira (20). O bebê baleado estava no colo da mãe momento em que foi atingido pelo tiro. A mulher é vizinha do bebê. Os dois foram levados para o Hospital de Ortotrauma de Mangabeira. A mulher e o bebê receberam alta médica ainda na terça-feira (21).

O tiroteio foi registrado por volta das 19h (horário local) da segunda-feira (20),na rua Farmacêutico Leopoldo Batista,na localidade Jardim São Paulo. Uma gravação de uma câmera de segurança mostra o momento em que o policial militar entrega os pertences à dupla e em seguida persegue os suspeitos atirando.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.