Sem categoria

Meninas recebem segunda dose da vacina contra o HPV

  Meninas com idades de 11 aos 13 anos receberam neste sábado (13) a segunda dose da vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), em João Pessoa. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a meta é vacinar as 17.600 meninas que tomaram a primeira dosagem nos meses de março e abril deste […]




 

Meninas com idades de 11 aos 13 anos receberam neste sábado (13) a segunda dose da vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV), em João Pessoa. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) a meta é vacinar as 17.600 meninas que tomaram a primeira dosagem nos meses de março e abril deste ano. Caso as crianças e adolescentes não tenham participado deste ‘Dia D’, elas devem procurar uma das 39 unidades de referência para receber a aplicação do medicamento. Durante a primeira etapa da campanha na capital, do total de meninas vacinadas 5.674 tinham 11 anos, 5.538 com 12 anos e 5.018 com 13 anos de idade. Para as garotas vacinadas nessas duas fases o ciclo de imunização ficará completo somente em 2019, quando será aplicada a terceira dose da vacina, conforme explicou a chefe do setor de Imunização da SMS, Chiara Dantas. “As meninas devem seguir o esquema de vacinação e tomar as três doses da vacina, sendo a segunda aplicada seis meses após a primeira e a terceira dose, administrada cinco anos após a segunda. Apenas uma dose não protege. É importante também, que a menina procure a Unidade referente à escola que tomou a primeira dose”, ressaltou. Pela manhã, a dona de casa, Janaína Farias, levou a filha Gabriela, de 13 anos, para ser vacinada na Unidade de Saúde da Família (USF) Estação Saúde, no bairro do Geisel, e ressaltou os benefícios da imunização. “O mais importante é a prevenção. A minha filha hoje tem 13 anos, mas como são três doses, na última dose ela já estará com 18, por isso é necessário que todas as mães e pais acompanhem suas filhas agora. Para as mães que têm receio eu digo que é uma vacina como todas as outras que já trouxemos nossos filhos para tomar”, afirmou. As amigas Milena Pereira, de 14 anos, e Vanessa Martins, de 11, foram juntas tomar vacina. “Eu tomei a primeira e acabei de tomar a segunda e não senti nada, nenhuma dor ou reação. É bem rápido e simples”, contou Milena. Já Vanessa destacou a proteção que será proporcionada pela vacina. “É bom saber que a ficamos protegidas contra o câncer tomando a vacina, isso é muito importante”, concluiu. As meninas que ainda não iniciaram o esquema de vacinação, também podem procurar uma das unidades de referência ou o Centro Municipal de Imunização, munidas do cartão de vacinação, para iniciar o ciclo. O endereço destas unidades pode ser conferidos no link:http://goo.gl/YWEknF

Saiba Mais

HPV é um vírus transmitido pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Também pode ser transmitido da mãe para filho no momento do parto. Estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras da doença, sendo 32% infectadas pelos tipos 16 e 18. Em relação ao câncer de colo do útero, estudos apontam que 270 mil mulheres, no mundo, morrem devido à doença. Neste ano, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 15 mil novos casos.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.