Política

TSE arquiva pedido de cassação de Cássio

Ministro Marco Aurélio concluiu pela perda do objeto uma vez que os mandatos já se encerraram.




Lenilson Guedes

O ministro Marco Aurélio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), decidiu arquivar processo que pedia a cassação de Cássio Cunha Lima e de José Lacerda Neto, governador e vice, eleitos em 2006. Ele entendeu pela perda do objeto, uma vez que os mandatos já se encerraram.

A decisão foi proferida no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 737, impetrado pela Coligação Paraíba de Futuro, encabeçada pelo PMDB.

Antes da decisão, ele mandou ouvir as partes sobre o interesse na continuidade do processo. Apenas Cássio Cunha Lima se manifestou, alegando a perda do objeto, uma vez que os mandatos já se encerraram.

"O pedido formulado mostrou-se específico, ou seja, a cassação dos diplomas. Já extintos os mandatos, configura-se a perda de objeto. Nego seguimento ao denominado recurso contra expedição de diploma", decidiu o ministro Marco Aurélio.

O depacho do ministro Marco Aurélio foi proferido no último dia 15. A decisão está publicada na edição desta quinta-feira (22) do diário eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral.

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.