Política

Testemunha protegida

O líder do PT na Câmara dos Deputados, deputado Jilmar Tatto (SP), disse que Valério "é uma pessoa desqualificada" e "não merece um mínimo de crédito".




Ministros do STF disseram à Folha de S.Paulo que Valério quer entrar no programa de proteção a testemunhas para garantir tratamento especial na cadeia ou ser enviado a um lugar não identificado, evitando assim a prisão.

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), considerou "lamentável" a tentativa de vincular Lula ao mensalão.

"Depois do julgamento, depois de todas as análises feitas, de todas as investigações feitas, eu diria que não cabe mais nenhum tipo de ilação sobre esse tema, principalmente nesta direção ou com essa intenção", afirmou.

MANIFESTO
O líder do PT na Câmara dos Deputados, deputado Jilmar Tatto (SP), disse que Valério "é uma pessoa desqualificada" e "não merece um mínimo de crédito".

O PT decidiu adiar a publicação de um manifesto com críticas à atuação dos ministros do STF para depois que forem definidas as penas de todos os 25 condenados


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.