Política

Serra acredita em reconciliação política entre Cássio e Cícero

Para ex-governador de São Paulo os dois são amigos e devem reativar a aliança que tinham.




Jhonathan Oliveira

O ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB), afirmou nesta sexta-feira (23), em entrevista à rádio Paraíba FM, que confia no retorno da parceria política entre as duas principais lideranças tucanas paraibanas: o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o senador Cícero Lucena (PSDB). Segundo ele, os dois são amigos e nada mais natural do que voltarem a se entender politicamente. Serra está em João Pessoa para participar de um evento realizado pela Ordem dos Advogados do Brasil.

“Eles são amigos de muito tempo e no que eu puder ajudar será para que essa amizade volte a ser uma união política como sempre foi”, disse José Serra ao ser indagado sobre a disputa velada entre os dois pela comando do PSDB paraibano. A declaração do ex-governador e ex-presidenciável tucano foi escutada de perto por Cássio e Cícero, que o acompanhavam durante a entrevista na Paraíba FM.

Cícero preferiu não falar sobre a declaração de Serra. Já Cássio disse que “tudo vai ser resolvido na base da conversa”. O ex-governador paraibano afirmou que ele e o senador tiveram apenas um desencontro nas eleições do ano passado e que agora vão tentar se reencontrar para disputa do ano que vem. “Vamos discutir tudo no tempo próprio”, acrescentou.

A questão das eleições de João Pessoa em 2012 também foi colocada para José Serra. Perguntado se Cícero tem o apoio do partido para entrar na disputa, ele foi bastante direto. “Se ele for o candidato tem todo nosso apoio. Se eu tiver uns dez votos aqui eu venho pedir para ele”, afirmou.

Cássio no Senado Federal

Durante a entrevista na Paraíba FM Serra também falou sobre o impasse em torno da posse de Cássio Cunha Lima no Senado Federal. Ele classificou a situação como surrealista.

“É um absurdo completo. O caso de Cássio não tem causa é uma ataque de surpresa. Chega a ser surrealista”, disse.

Ele enfatizou também que acredita que a questão deve ser resolvida em alguns dias no Supremo Tribunal Federal.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.