Política

Sérgio Queiroz assume 'Proteção Global' e promete 'movimento nacional de pacificação social'

Pasta é subordinada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.




A ministra Damares deu posse a Sérgio Queiroz no comando da Secretaria Nacional de Proteção Global. Foto: Divulgação

“Um movimento nacional de pacificação social”. Essa é a perspectiva do paraibano Sérgio Queiroz, que começou a exercer nesta sexta-feira (11) o comando da Secretaria Nacional de Proteção Global. A pasta é vinculada ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, criado pelo presidente Jair Bolsonaro como parte da sua reforma ministerial. Queiroz foi empossado na noite desta quinta-feira (10) pela ministra da Mulher, Damares Alves, em seu gabinete.

De acordo com Sérgio, “proteção e defesa dos direitos humanos assegurados no ordenamento jurídico brasileiro” estão nos planos. Ele também garante que a elaboração e implementação de políticas públicas vai ter como fundamento o “princípio a dignidade humana”.

Procurador da Fazenda Nacional com mais de 25 anos de dedicação ao serviço público, Queiroz é também conhecido no Brasil por sua relevante atuação social através da Fundação Cidade Viva, da qual é presidente. Em outubro do ano passado ele foi homenageado com o Prêmio Jubileu de Prata, pelo tempo de carreira.

O novo secretário Nacional de Proteção Global ingressou no serviço público por concurso público em 1993, como Técnico Judiciário da Justiça Federal da Paraíba, tendo atuado como assessor do Juízo Federal da 3ª Vara. Em 1995, após ter sido aprovado em 1º lugar no concurso da Fazenda Nacional, tomou posse como Auditor-Fiscal do Trabalho, tendo se destacado na sua função fiscalizadora mas também na condição de mediador de conflitos coletivos do trabalho.

Desde de 2000, Sérgio Queiroz assumiu o cargo de Procurador da Fazenda Nacional, inicialmente lotado em Salvador, depois em Recife e desde 2002 na Procuradoria da Fazenda Nacional na Paraíba. Sérgio também foi aprovado e nomeado em outros concursos (Engenheiro Civil do Ministério Público Federal e Agente Fiscal de Tributos da Paraíba) mas não chegou a assumir.

Natural de João Pessoa, Sérgio Queiroz é graduado em Engenharia Civil, Engenharia de Segurança no Trabalho, Direito e Mestrado em Filosofia, na área de ética e filosofia política, todos na UFPB. É também bacharel, mestre e doutor na área teológica, tendo alcançado o doutorado em Chicago, na Trinity Internacional University, na área de Liderança Missional e Gestão Ministerial (2016).

 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.