Política

Ricardo conclui 1º ano do 2º mandato sem cumprir grande parte do prometido

Efeitos da crise econômica atingiram a maioria das promessas do gestor e muitas ficaram apenas nas palavras em 2015.



Francisco França
Francisco França
Em seu discurso, o governador já anunciava perspectivas pessimistas

Estudantes do ensino médio estadual com passe livre no transporte público, concurso público na área da segurança pública e reajuste no abono natalino foram promessas feitas pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) em seu discurso de posse, em janeiro deste ano, no Espaço Cultural. A Paraíba anunciada por Coutinho ficou apenas no discurso. Os efeitos da crise econômica atingiram a maioria das promessas do gestor e muitas ficaram apenas nas palavras durante o primeiro ano do segundo mandato.

Este mês, 504.277 famílias paraibanas beneficiárias do Bolsa Família receberam do governo do Estado uma complementação de renda no valor de R$ 32, referente ao abono natalino do programa federal. O incremente poderia ser maior, caso o governador Ricardo Coutinho houvesse aplicado reajuste de 56% no valor pago, prometido durante a campanha eleitoral e ratificado em seu discurso de posse. Ele assegurou que o reajuste seria concedido já em 2015, porém, não voltou a se pronunciar sobre o assunto.

Para o seu segundo mandato, Coutinho anunciou que iria priorizar a transparência pública, através do Comitê da Transparência Pública e Combate à Corrupção, criado em outubro e instalado este mês. Promessa integralmente cumprida por Coutinho, que ainda elevou a posição da Paraíba na ‘Escala Brasil Transparente’, elaborado pela Controladoria Geral da União (CGU).

Com um cenário econômico totalmente desfavorável, o concurso público anunciado para a área da segurança pública também ficou apenas no discurso em 2015. Situação que não deve mudar muito no próximo ano. Com as receitas em queda, o secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Finanças, Tárcio Pessoa, já anunciou que não seria prudente realizar concurso público, apesar de haver previsão orçamentária no orçamento enviado pelo governo do Estado à Assembleia Legislativa.

Na área da segurança pública, a aquisição de dois novos helicópteros para a Polícia Militar (PM) foi apontado pelo governador como instrumento para reduzir os índices de violência registrados no Estado, mas ainda não houve nenhuma sinalização de que os novos equipamentos serão realmente adquiridos pelo governo do Estado.

Ainda durante a solenidade de posse, Coutinho se comprometeu a dobrar o número de Unidades de Polícia Solidária (UPS) no Estado. Eram 18 UPS em 2014, e a partir da promessa, outras 18 seriam construídas até 2018. Este ano, Coutinho inaugurou duas novas unidades: uma no bairro dos Bancários, em João Pessoa, e outra no bairro das Cidades, em Campina Grande.

Em seu discurso, o governador já anunciava perspectivas pessimistas e um cenário econômico sombrio para este ano. “A Paraíba não é uma ilha. Sofremos os efeitos de uma retração econômica nacional”, disse. O mesmo discurso foi repetido várias vezes ao longo de 2015. Prevendo as dificuldades financeiras que enfrentaria, ele destacou a necessidade de ter cuidado para que não houvesse nenhum descontrole no custeio, folha de pessoal e previdência. Para ele, manter a capacidade de pagamento das despesas do Estado seria o maior desafio e conquista.
Ainda otimista, o governador apostava em parcerias com o governo federal, mas teve os planos frustrados. Com o passar dos meses, Coutinho viu serem ameaçadas suas pretensões de realizar investimentos no Estado a partir de empréstimos contratados com bancos internacionais, que só foram liberadas pelo governo federal no fim de novembro. Nesse primeiro ano, Coutinho não sinalizou, por exemplo, que deve implantar o passe livre para alunos do ensino médio da rede estadual, apesar de ter afirmado que a promessa seria cumprida.

O discurso de Ricardo Coutinho

– Criação do Conselho Estadual de transparência pública;
– Mais condomínios cidade madura em toda a PB;
– Ampliação do número de escolas em tempo integral; 
– Passe livre para estudantes do ensino médio da rede estadual;
– Qualificação e ampliação da rede hospitalar;
– Curso de medicina na UEPB;
– Aumento, já em 2015, em 56% no abono natalino;
– Ampliação do programa ‘Jovem de Futuro’, ‘Gira Mundo’ e ‘Atleta do Futuro’;
– Aquisição de dois helicópteros;
– Construção do Centro de Convenções de Campina Grande;
– Realização de concurso público na área da segurança pública;
– Aumento do efetivo policial com absorção de aprovados em concurso público;
– Dobrar o piso do magistério.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.