Política

Prefeituras pagam 13º, mas não quitam folhas de novembro e dezembro

Sindicato pede bloqueio de contas municipais; presidente eleito da Famup credita atraso à crise econômica.




Presidente da CTB, José Gonçalves diz que prefeituras receberam em dezembro R$ 432 milhões de FPM para pagar salários de servidores

Pelo menos 13 prefeituras da Paraíba já pagaram o 13º salário dos servidores públicos municipais de 2018, mas não quitaram as folhas de novembro e dezembro do ano passado, de acordo com levantamento feito pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e Central Única dos Trabalhadores (CUT).

O presidente da CTB e vice-presidente do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), José Gonçalves, disse que entidade decidiu entrar com ações na Justiça, pedindo o bloqueio das contas para garantir o pagamento em dia dos salários.

A primeira ação foi impetrada contra a prefeitura de Olho D’àgua, no Sertão. “No final do ano passado, pedimos o bloqueio das contas da prefeitura de Olho D’água, que não tinha pago o décimo terceiro e a folha de dezembro. Após a ação, foi pago o décimo, mas dezembro continua atrasado. Em dezembro, as prefeituras da Paraíba receberam R$ 432 milhões de FPM (Fundo de Participação dos Municípios). Não justifica o atraso”, criticou José Gonçalves.

Já a diretora da CUT, Elinete Lourenço, denunciou que a Prefeitura de Cachoeira dos Índios, no Sertão, quitou o 13º salário, mas não pagou as folhas de novembro e dezembro, levando os servidores a entrar em greve. A Prefeitura de Diamante também foi denunciada por atrasos nas folhas nos dois últimos meses de 2018, embora tenha pago a gratificação natalina.

Famup defende prefeitos

A quatro dias de assumir a presidência da Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), o presidente eleito George Coelho (PSB), prefeito de Sobrado, saiu em defesa dos gestores. “O atraso no pagamento das folhas de pessoal em alguns municípios não é motivado por má gestão, mas por conta da crise econômica e da seca que atinge o nosso Estado, mas tudo será sanado em breve”, justificou George.

Municípios com atraso

Cachoeiras dos Índios (novembro e dezembro)
Diamante (novembro e dezembro)
Santa Cruz (dezembro)
Piancó (dezembro)
Santana dos Garrotes (dezembro aos servidores da educação)
Nova Olinda (dezembro)
Boa Ventura (dezembro)
Olho D’água (dezembro)
Santa Terezinha (dezembro aos professores)
Santana de Mangueira (dezembro da educação
Bonito de Santa Fé (dezembro)
Princesa Isabel (dezembro)
Aparecida ( dezembro aos servidores da educação)

Fonte: CTB e CUT


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.