Política

Prefeitura de Campina demite 700 celetistas e convoca concursados

Por determinação da Justiça do Trabalho, funcionários em regime de CLT foram demitidos. Aprovados em concurso começam a ser convocados na sexta-feira.




Josusmar Barbosa, do Jornal da Paraíba

Em cumprimento à determinação da Justiça do Trabalho, a Prefeitura Municipal de Campina Grande demitiu na quarta-feira (21) 700 funcionários que trabalhavam em regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), totalizando 2.400.

Ao mesmo tempo, cerca de 700 pessoas aprovadas no último concurso público deverão ser convocadas pelo prefeito Veneziano Vital do Rêgo, a partir de amanhã.

O procurador-geral do Município, Fábio Thoma, explicou que a PMCG cumpriu a decisão do juiz substituto da 5ª Vara do Trabalho, David Sérvio Coqueiro. “A partir de agora, a Prefeitura de Campina Grande não tem mais celetistas, exceto os funcionários de programas especiais do governo federal”, esclareceu Thoma. Dentre os programas, Fábio citou o Fome Zero, Bolsa Família e cozinhas comunitárias.

Convocação

Os celetistas serão substituídos por funcionários concursados que passarão a fazer parte do quadro efetivo da Prefeitura campinense. Iara Felício, uma das diretoras da Secretaria de Administração, revelou ontem que cerca de 700 aprovados em concurso vão ser convocados a partir desta sexta-feira.

Para a sexta-feira (23), está prevista a divulgação do edital do pessoal que trabalhará na Secretaria de Educação. O secretário Flávio Romero revelou que enviou para a pasta de Administração a relação com os nomes de 377 aprovados. Do total, 167 são do Magistério, incluindo professores e técnicos, e 210 do nível básico, a exemplo de merendeiras, vigilantes e auxiliares de serviços, dentre outros.

Os demais aprovados – 323 – deverão ser convocados na próxima semana, através de edital que será publicado na imprensa, no site da PMCG e no hall do prédio que abriga as Secretarias de Administração e Finanças.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.