Política

Prefeito interino de Cabedelo extingue mais de 200 cargos comissionados

Com a medida, Vitor Hugo espera economizar mais de R$ 1 milhão




O prefeito interino de Cabedelo, Vitor Hugo (PRB), anunciou, nesta quinta-feira (30) que pretende extinguir mais mais de 224 cargos comissionados e funções gratificadas da gestão municipal. Segundo ele, o pessoal estava onerando os cofres públicos e a previsão é de que a Prefeitura Municipal de Cabedelo economize cerca de R$ 1,1 milhão.

Ao assumir a gestão, em abril deste ano, o prefeito interino já havia extinguido 30 cargos com salários de R$ 10 mil, o que gerou, de uma só vez, uma economia de mais de R$ 3 milhões ao ano aos cofres públicos de Cabedelo. A nova extinção afeta cargos com salários que chegam a R$ 5 mil, e significa, para o município, uma economia de R$ 314.224,00 de salário base e R$ 829.320,00 em gratificações na folha de pagamento.

“Essa nova medida vai permitir que continuemos com o novo modelo de gestão implantado na Prefeitura, que é o de priorizar a economia do dinheiro público e reverter benefícios, serviços e ações em prol do povo e da cidade de Cabedelo”, disse o prefeito interino.

Ainda segundo Vitor Hugo, “esses cargos, a exemplo dos já extintos, serviram, em sua maioria, como moeda de troca política por muito tempo. Isso agora acabou! Os cargos ocupados em nossa gestão são pensados no trabalho e em contribuir para o desenvolvimento da cidade”, destacou.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.