Política

Prefeito de Sumé é alvo de inquérito do MPPB suspeito de irregularidades em licitações

Investigação aponta supostas irregularidades em licitações vendidas por duas empresas.




O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou um inquérito civil para investigar Éden Duarte Pinto de Sousa, prefeito da cidade de Sumé, no Cariri paraibano, por improbidade administrativa. A abertura desse procedimento foi publicada na edição desta sexta-feira (18), do Diário Oficial. A investigação foi proposta após serem constatados indícios de irregularidades na contratação das empresas prestadoras de serviços ao município. 

O documento publicado pelo Ministério Público apontou supostas irregularidades em licitações vendidas por duas empresas prestadoras de serviços. De acordo com a portaria em que o inquérito foi instaurado, o crime de improbidade administrativa pode desencadear suspensão dos direitos políticos. 

O prefeito de Sumé ainda pode perder a função pública, ter os bens bloqueados, e ser obrigado a ressarcir o órgão. A apuração do MP objetiva entender se as empresas continuam funcionando, e em quais setores eles atuam e se ainda possuem funcionários. 

O Jornal da Paraíba entrou em contato com a Prefeitura de Sumé através do contato disponível, mas recebeu a informação, por meio da secretária eletrônica, de que o expediente do gabinete funciona das 8h às 14h. 


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.