Política

Prefeita demite todos prestadores de serviços e corta gratificação de comissionados

Com demissões, São José do Brejo do Cruz deve economizar R$ 720 mil por ano.




Decreto da prefeita Ana Maria da Silva  atribui demissões à queda nas receitas do Município

Depois de Patos e Monteiro, mais uma prefeitura dá uma tesourada no quadro de pessoal. Em São José do Brejo do Cruz, no Sertão da Paraíba, Ana Maria da Silva Oliveira (PR), demitiu todos os servidores contratados por excepcional interesse público, no total de 35, além de proibir gratificações dos comissionados e funcionários efetivos.

A folha mensal dos contratados era de R$ 56 mil. Em um ano – incluindo o 13º salário – a prefeitura vai economizar cerca de R$ 720 mil. A prefeita justificou a queda das receitas para promover as demissões em massa. Segundo Ana Maria, o corte dos gastos atendem especificamente a um compromisso de manter em dia o pagamento dos fornecedores e dos servidores municipais, segundo a prefeita Ana Maria.

De acordo com o decreto baixado, ficam proibidas as concessões de gratificações aos funcionários de todos os níveis da gestão, realização de compras em todas as secretarias então condicionais a autorização, novas nomeações de servidores efetivos, contratações, convocações, salvo exigência legal ou extraordinária e licença para Servidores tratar de interesses particulares.

Por fim, o decreto estabelece uma redução de 20% nos gastos do executivo municipal com fornecimento de energia elétrica, telefonia, combustíveis, serviços de terceiros e locação de veículos. A justificativa maior da prefeita foi de que, caso não adotasse as medidas de contenção, terminaria o ano com déficit.


Você sabia que o Jornal da Paraíba está no Facebook, Instagram, Youtube e Twitter? Siga-nos por lá. Encontrou algum erro? Entre em contato.