Política


Ausência de Marcos Vinícius emperra os trabalhos na Câmara da capital

Vice-presidente da Casa tem alegado dificuldades em manter o quórum.




Angélica Nunes
Angélica Nunes
Lucas de Brito admitiu dificuldade em manter quórum de votação. Foto: Angélica Nunes

As atividades na Câmara Municipal de João Pessoa caminharam a passos lentos pelo segundo dia de sessões após o retorno do feriado de 7 de setembro. Sem o presidente da Casa, Marcos Vinícius (PSDB), que está em missão oficial em Brasília, não apenas as votações de matérias relevantes, bem como o andamento dos trabalhos das comissões especiais, mas também a realização de uma audiência pública com o secretário municipal de Saúde, Adalberto Fulgêncio, foram prejudicadas por falta de quórum nesta quarta-feira (13).

Marcos Vinícius está em Brasília para organizar os aniversário de 70 anos da Casa de Napoleão Laureano, comemorados entre os meses de novembro e dezembro deste ano. A comitiva é formada, ainda, pelo 2º secretário da Mesa Diretora, Dinho (PMN); o 3º secretário da Mesa, Eduardo Carneiro (PRTB); o vereador Marcos Henriques (PT); e diretor-geral da Câmara, Carlos Santos. 

Em sua ausência, coube ao vice-presidente da Casa, Lucas de Brito (Livres/PSL), assumir a condução dos trabalhos, agora com 23 parlamentares. Ele admitiu que tem tido dificuldades para manter o quórum mínimo de 14 vereadores presentes em plenário para continuidade das sessões, mas assegurou que o custo benefício é que a Câmara terá uma comemoração em grande estilo. 
 
Segundo Lucas de Brito, diversas personalidades do mundo político e jurídicos estão confirmando presença após o convite pessoal de Marcos Vinícius, o que, para ele, engradece a festa. “Teremos uma programação vasta, inclusive com a publicação de obras que facilitem o acesso da população à legislação municipal”, antecipou.
 
O líder da oposição, Bruno Farias (PPS), que é relator do novo Regimento Interno da Casa, lamentou a demora na análise do resultado dos trabalhos, apesar de acreditar que na próxima semana o documento seja apreciado. “O trabalho da Comissão já foi concluído e estamos apenas aguardando o tempo oportuno para encaminhamento à CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) o que foi fruto do esforço de muito vereadores e dos técnicos dessa Casa legislativa. Estamos aguardando o retorno de Marcos Vinícius para darmos andamento”, explicou.