Política

Fórum Nacional de Conciliação e Mediação será realizado em JP

Evento reúne personalidades jurídicas nacionais para troca de experiências. 




Divulgação
Divulgação
Evento tem coordenação geral do desembargador federal Rogério Fialho. Foto: Divulgação

Com propósito de debater as experiências exitosas nas áreas da conciliação e da mediação, no âmbito na Justiça em todo o país, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE) realiza, a partir desta segunda-feira (14), em João Pessoa, o Fórum Nacional de Conciliação e Mediação (Fonacom). A abertura ocorrerá às 16h da próxima segunda-feira (14), no Hotel Manaíra, com a participação dos ministros Reynaldo Fonseca e Benedito Gonçalves, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O evento tem coordenação geral do desembargador federal Rogério Fialho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5).
 
Diversas personalidades do mundo jurídico também devem participar do evento, que segue até a quarta-feira (16), como o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Raimundo Carrero, e a ministra Grace Mendonça, da Advocacia-Geral da União (AGU), além do desembargador federal Manoel Erhardt, presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5); o desembargador Paulo Cordeiro, coordenador da Conciliação na 5ª Região; e a conselheira Daldice Santana, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 
 
O ministro do Supremo Trubunal Federal (STF), Dias Tóffoli, havia confirmado presença para abertura, mas adiou a viagem. 
 
O evento tem coordenação geral do desembargador federal Rogério Fialho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5). João Pessoa foi escolhida para sediar o evento após votação dos desembargadores e juízes federais na II FONACON, ocorrida em Florianópolis, entre os dias 29 e 31 de agosto. 
 
Para o juiz Federal Bruno Teixeira, Diretor do Foro da Justiça Federal na Paraíba, o Fórum de Conciliação é um evento de grande importância para o Judiciário. “Diante do volume expressivo de demandas que tramitam atualmente na justiça brasileira, o Fórum é uma oportunidade de reunir membros da justiça em busca de soluções alternativas, como o estímulo à conciliação e à mediação para a resolução dos conflitos”, declarou.
 
As primeiras edições do evento, ocorridas em Brasília (junho/2015) e em Florianópolis (agosto/2016), abordaram temas como o papel da Defensoria Pública da União na conciliação; a auto composição nas ações coletivas e o papel do INSS; a conciliação na perspectiva do INSS e da AGU; e o planejamento do futuro da conciliação e o CNJ.
 
Confira a programação: