Política


Inauguração do Centro Administrativo da ALPB põe Ricardo e Cartaxo lado a lado

Evento que deu início às atividades do Centro aconteceu nesta quarta-feira (9)




Tiago Bernardino/Jornal da Paraíba
Tiago Bernardino/Jornal da Paraíba
Centro Administrativo da Assembleia fica no Paraíba Palace Hotel, na Praça de Cem Reis no Centro de João Pessoa

Em solenidade nesta quarta-feira (9), foi inagurado o novo Centro Administrativo da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), que passa a funcionar no prédio do antigo Paraíba Palace Hotel, no Ponto de Cem Réis, no Centro de João Pessoa.

A inauguração, que contou com a presença do governador do Estado Ricardo Coutinho e do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo, colocou governistas e oposicionistas lado a lado, em um nítido clima de rivalidade. Participaram da solenidade também, além dos vereadores da capital, o presidente da OAB Paulo Maia, o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) André Carlo Pontes e representantes do Instituto Histórico e Geográfico Paraibano.

Durante o evento, o presidente da ALPB, deputado Gervásio Maia (PSB), destacou a valorização do Centro Histórico da Capital e a economia feita com a centralização dos setores administrativos em um só prédio. O novo Centro Administrativo da ALPB recebe o nome de Gervásio Bonavides Mariz Maia, pai do atual presidente da Casa. No local, vão funcionar os setores administrativos da Assembleia que antes ocupavam outros seis prédios na região.

"Nós iremos ter uma economia mensal em torno R$ 50 mil. A Assembleia vai ter, também, mais dinamismo nas atividades, os servidores da parte administrativa vão trabalhar todos no mesmo prédio e isso vai facilitar o dia-a-dia deles", explicou Maia.

Além da entrega da nova sede administrativa da Casa de Epitácio Pessoa, Gervásio falou da compra do edifício garagem, localizado na Praça dos Três Poderes. "Depois de 182 anos, a Assembleia comprou um imóvel, um prédio ao lado do Banco do Brasil, que acabou com o colapso do trânsito na região que era causado pelo pequeno estacionamento da Assembleia", disse.

História

Ao longo dos anos, o prédio, originalmente chamado de “Parahyba Hotel”, foi idealizado pelo ex-governador da Paraíba, João Pessoa, e passou por várias inaugurações, sendo a primeira em 1933, sob responsabilidade do ex-interventor federal do Estado, Gratuliano Brito. No local, funcionava a antiga sede do jornal “Correio da Manhã”, dirigido pelo também ex-governador paraibano, Rui Carneiro.

De acordo com o historiador do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) Edivaldo Lira, a preservação do prédio é relevante por ser construído no estilo art nouveau, que representou o processo de urbanização da capital. “No momento em que o hotel estava sendo construído, João Pessoa estava se adequando às tendências da época, principalmente aos padrões do Rio de Janeiro, São Paulo e de países europeus”, ressaltou. 

O historiador Wills Leal destacou que o hotel apresentava o que existia de mais moderno na época, desde elevador e barbearia a restaurante com cardápio internacional. “O hotel se tornou ponto central de reunião dos hóspedes e era frequentado pela elite paraibana, hospedando políticos, atletas e artistas do país entre as décadas de 1930 e 1960″, explicou.

Dentre as personalidades de renome nacional e internacional que se hospedaram no Parahyba Palace Hotel, estão Pelé; o ex-governador de São Paulo, Adhemar de Barros; os cantores Cauby Peixoto, Vicente Celestino, Elizeth Cardoso e Bidu Sayão; a Orquestra Tabajara e os maestros Severino Araújo e Tommy Dorsey.