Política


Wilson Filho alega atraso em voo para faltar votação da denúncia

Deputado disse que se tivesse participado, diria 'sim' em favor de Temer. 




Único deputado da bancada da Paraíba a não participar da votação sobre admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), Wilson Filho (PTB) ter problemas com conexão aérea para justificar a ausência na Câmara Federal. A sessão, realizada na noite desta quarta-feira (02), resultou no arquivamento da ação, movida pelo Ministério Público Federal, com o fundamento de crime de corrupção passiva praticada pelo pelo presidente.

A assessoria de Wilson Filho informou que ele havia viajado ao EUA e retornaria ao Brasil na manhã desta quarta-feira, mas devido a um atraso de sete horas, o deputado só conseguiu desembarcar às 23h30, quando já havia terminado a votação. 

Apesar de ausente, Wilson Filho disse que, caso estivesse no Brasil, seguiria a orientação partidária e rejeitaria o afastamento do presidente, votando a favor do relatório do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), que pediu a rejeição da denúncia. “Não há provas suficientes, juridicamente falando, que embase a abertura de investigação. Apesar da mídia noticiar muitos acontecimentos, eu li toda a denúncia e as provas não foram colocadas no documento. Mesmo a significativa impopularidade do Presidente não pode servir como prova jurídica para seu afastamento. Ele será investigado e julgado pelos seus supostos erros após o fim do mandato, não havendo impunidade caso ocorra culpa e danos comprovados”, comentou.

Para Wilson Filho, o país vem conseguindo superar gradativamente a crise financeira, a partir das medidas adotadas pelo governo. Na opinião do deputado, o afastamento do presidente nesse momento afetaria diretamente a economia brasileira, causando instabilidade e provocando uma maior distensão social e política. "O povo não gosta do Presidente Temer porque a economia ainda não voltou a ter pujança. A população quer empregos, oportunidades, a solução dos seus problemas, a funcionalidade do governo e que as suas vidas melhorem. Precisamos dar resposta a isso imediatamente", finalizou.

Outros deputados

A maioria dos deputados federais da Paraíba votou favorável ao arquivamento da denúncia contra o presidente Michel Temer. O voto favorável de Wilson Filho, caso ele não tivesse se ausentado, seria computado aos do líder do governo na Casa, Aguinaldo Ribeiro (PP), além dos deputados André Amaral (PMDB), Benjamin Maranhão (SD), Efraim Filho (DEM), Hugo Motta (PMDB) e Rômulo Gouveia (PSD). Votaram pelo prosseguimento de denúncia no STF os deputados Damião Feliciano (PDT), Luiz Couto (PT), Pedro Cunha Lima (PSDB), Veneziano (PMDB) e Wellington Roberto (PR).