Política


Marmuthe assume na Câmara de João Pessoa e avalia deixar o PSD

Apesar da insatisfação com Cartaxo, vereador disse que continua na base. 




Com articulação do PSDB, o suplente de vereador Marmuthe Cavalcanti (PSD) tomou posse na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) na manhã desta quarta-feira (2). Apesar de assegurar que se mantém na base de apoio do prefeito Luciano Cartaxo (PSD), Marmuthe não descarta deixar o partido “se perceber que isso for o melhor para poder dar continuidade ao mandato na Casa”.

Antes de assumir na Câmara Municipal da capital, Marmuthe havia esperado por seis meses o sinal de Luciano Cartaxo para ser aproveitado na gestão, uma vez que não conseguiu se eleger na eleição passada. Em junho deste ano foi nomeado para adjunto do Instituto de Previdência do Município (IPM). 

O período na “geladeira” acabou estremecendo a relação entre os correligionário e agora o vereador já fala em independência e vem sendo, inclusive, contabilizado pela oposição como voto favorável à abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades as obras da Lagoa, realizadas pela getsão de Cartaxo. “Vamos voltar nesse passo, abrindo o diálogo com o prefeito. Mas eu sou um árduo defensor da sociedade. É a eles a quem devo o meu mandato. A composição da base é ponto pacífico”, afirmou.

Quanto a permanecer no PSD, o vereador disse que é ponto a ser estudado. “A gente vai analisar com muito carinho e maior  maturidade ver os quadros futuros. As eleições só são discutidas em ano de eleição e se for preciso sair do partido eu sairei”, reforçou.

Marmuthe assume a cadeira deixada pela vereadora Eliza Virgínia (PSDB), que foi para a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) graças a uma articulação política do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), que convidou o titular da vaga, o deputado Tovar Correia Lima (PSDB), para a Secretaria de Ciência e Teconologia.