Política

Janot vai participar da inauguração da nova sede do MPF em João Pessoa

Procurador-geral deixa cargo em setembro e promete nova denúncia contra Temer. 




Com a presença do procurador-geral da República, Rodrigo Janot Monteiro de Barros, o Ministério Público Federal (MPF) inaugura, nesta quinta-feira (27), às 17h, nova sede em João Pessoa. O imóvel está localizado na Avenida Epitácio Pessoa, nº 1800, Expedicionários. Janot deixa o cargo em setembro e já antecipou que deverá apresentar uma nova denúncia contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), no Senado Federal, antes de encerrar o mandato.

Com valor global de R$ 25,19 milhões, o novo prédio do MPF em João Pessoa foi construído pela empresa Comercial Térmica Ltda. (Comtérmica). Possui nove andares, 17 gabinetes para procuradores da República, salas para as assessorias dos gabinetes, auditório para 100 pessoas, salas para reuniões, sala para atendimento ao cidadão, sala de oitivas, entre outros ambientes.

"A obra da nova sede foi um desafio vencido com a união e os esforços de muitos que se dedicaram com seu empenho individual, muito além de suas próprias atribuições. Os percalços foram enfrentados com tenacidade e objetividade. Este é um espaço para servirmos ao cidadão, único destinatário de nossa atuação", declarou o procurador-chefe do MPF na Paraíba, Rodolfo Alves Silva.

Licitações
 
Até julho de 2017, foram realizados 22 certames licitatórios específicos para aquisição de bens e serviços para a nova sede. O custo total dos certames que obtiveram sucesso girou em torno de R$ 3,7 milhões, representando uma economia de cerca de R$ 1,8 milhão aos cofres públicos, um percentual de 32,72% do valor estimado previsto, que era R$ 5,5 milhões.
 
As aquisições envolveram equipamentos diversos, como eletroeletrônicos, mobiliários de escritório em geral, equipamentos de informática, entre outros.
 
Os certames que envolveram a contratação de serviços tiveram como objeto o serviço telefônico fixo comutado local; os serviços de manutenção predial preditiva e preventiva; serviço de manutenção dos elevadores; serviço de limpeza e conservação e copeiragem; serviços de coleta, avaliação, análise e diagnóstico da qualidade do ar ambiental interior;  serviço de coleta de amostra e tratamento das águas geladas e condensadas do sistema de ar-condicionado e das águas destinadas ao consumo humano e os demais serviços de apoio administrativo.
 
As licitações a serem executadas ainda em 2017 são: serviço de manutenção, monitoramento e operação do sistema de automação predial e sistema de detecção e alarme de incêndio; serviço de manutenção de nobreaks, necessários à segurança e à utilização de todos os recursos que a nova sede disponibiliza para a sociedade; e serviço de contratação de Bombeiro Civil.