Política


Movimentos sociais vão realizar protesto na Lagoa contra Reforma Trabalhista

Manifestação vai ser realizada no momento da votação no Senado nesta terça-feira (11).




Movimentos populares como a Frente Nacional de Mobilizações - Povo Sem Medo estão organizando para esta terça-feira (11), a partir das 9h, um protesto no Novo Parque da Lagoa, em João Pessoa, contra a votação da Reforma Trabalhista. A estratégia dos organizadores é pressionar a bancada paraibana, formada pelos senadores Cássio Cunha Lima (PSDB), José Maranhão (PMDB) e Raimundo Lira (PMDB), a votarem contrários ao PLC 38/2017 , que deve ser votada amanhã no Senado Federal.

“Somos contra a retirada de direitos e seguiremos nas ruas manifestando nossa indignação e cobrando dos senadores paraibanos Cássio Cunha Lima, José Maranhão e Raimundo Lira o voto contrário a este projeto”, diz os organizadores, em uma das postagens feitas na página do grupo no Facebook.

Em recente pronunciamento no plenário do Senado, Cássio Cunha Lima antecipou o voto favorável à reforma trabalhista. O tucano justificou que as relações de trabalho têm mudado e que essas mudanças precisam ser acompanhadas pela legislação. Cássio criticou o que definiu como “terrorismo” feito por opositores à proposta e garantiu que a reforma não acaba com direitos garantidos na Constituição. 

Votação

Os líderes de partidos e de blocos , inclusive Raimundo Lira, que é lider do PMDB, devem encaminhar a votação desta terça-feira, que é quando o líder orienta sua bancada para aprovar ou rejeitar o projeto. Não haverá discursos de senadores que não são líderes. Em seguida, haverá a votação nominal por parte dos senadores e o resultado é divulgado logo depois. 

Se alguma alteração for aprovada pelos senadores, o PLC terá de voltar para nova análise da Câmara dos Deputados. Caso os senadores confirmem o texto sem mudanças, o projeto seguirá para sanção presidencial no dia seguinte.