Política

Cássio assume presidência do Senado no lugar de Eunício Oliveira

Senador ocupa o posto até retorno do presidente Temer, no sábado. 




O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) assumiu nesta quinta-feira (6) a presidência do Senado Federal. O tucano ocupou o lugar do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) pela segunda vez em menos de três meses e deve ficar ficar no cargo até sábado (8). A oportunidade surgiu com o afastamento do presidente Michel Temer (PMDB) e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Ao transmitir o cargo para o tucano, Eunício Oliveira destacou a postura do senador paraibano. "Tem tido um trabalho extraodinário de decência e seriedade, segundo a tradição dos Cunha Lima, ao lado do meu estado o Ceará", destacou, antes de deixar o plenário da Casa para ir à base aéra da FAB assumir a presidência da República.

Michel Temer viajará nesta quinta-feira para Hamburgo, na Alemanha, onde participará, primeiro, da reunião de líderes do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Em seguida, o presidente participará de uma reunião já do G20, sobre luta contra o terrorismo.  

Já Rodrigo Maia, primeiro na linha sucessória, viajará para a Argentina, onde cumpre agenda oficial. Ele deve se encontrar com o presidente da Câmara dos Deputados, Emilio Monzó, e o do Senado, Federico Pinedo.

Esta é a segunda vez que Cássio Cunha Lima, que é vice-presidente da Casa, assume o posto de Eunício Oliveira. Na primeira, em abril deste ano, Cássio assumiu a presidência em decorrência de problemas de saúde do titular da presidência do Senado.