Política

Temer faz maratona de reuniões para articulação política contra denúncia

Senador José Maranhão e deputado Wilson Filho serão um dos recebidos. 




Em meio à análise da denúncia de corrupção, que começa a ser apreciada na Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer (PMDB) recebe nesta terça-feira (4), em seu gabinete no Palácio do Planalto, em Brasília, 22 parlamentares. O senador José Maranhão (PMDB) e o deputado Wilson Filho (PTB) estão na agenda oficial do peemedebista, que teve início às 8h e vai até as 22h.

Dos 16 deputados que Temer receberá nesta terça-feira, seis são integrantes da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), colegiado responsável pela primeira análise da denúncia de corrupção passiva contra Temer: Ronaldo Fonseca (PROS-DF) e Evandro Gussi (PV-SP).

Outros parlamentares que constam na agenda do presidente são Lelo Coimbra (PMDB-ES), Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), Darcísio Perondi (PMDB-RS) e Roberto de Lucena (PV-SP), todos suplentes na CCJ e aptos a votar na comissão em caso de ausência dos seus titulares.

Presidente estadual do PMDB, José Maranhão será recebido pelo presidente Michel Temer às 16h30. Apesar de não votar sobre o o acolhimento da denúncia, encaminhada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) à Câmara dos Deputados, a quem cabe autorizar o Supremo a analisar a peça do Ministério Público Federal, o peemdebista deve colaborar com a articulação política junto à bancada paraibana, composta pelos deputados do PMDB Hugo Motta, Veneziano e André Amaral.  

Wilson Filho irá participar da reunião com Temer acompanhado do pai e ex-senador Wilson Santiago, presidente do PTB na Paraíba. O encontro está agendado para as 17h30.