Política


Romero diz que greve na Saúde é política para desestabilizar gestão

Sintab descarta politicagem e aponta descumprimento do PCCR com causa de paralisação.  




Divulgação/Codecom-CG
Divulgação/Codecom-CG
Romero criticou Sintab de tentar desestabilizar seu governo com greve

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, disse nesta sexta-feira (9) que a greve dos servidores públicos municipais da Saúde é política. Ele acusou diretores do Sindicato dos Trabalhadores do Agreste da Paraíba (Sintab) de tentarem desestabilizar a sua gestão porque são aliados do governo do Estado. A prefeitura concedeu reajuste de 3% aos servidores que ganham acima do salário mínimo e não são do Magistério.

“É uma greve totalmente política. Não tem outro foco senão esse. Se você observar, acompanhar o Brasil, quem é o prefeito, o governador que está dando reajuste? Ninguém. Quando a gente dá o reajuste, eles entram em greve. Quando concedi reajuste entrou em greve, só pode ser greve política. Essa é uma coisa clara, nítida e transparente”, frisou Romero, acrescentando que os sindicalistas aplaudem o governo porque não dá reajuste salarial e “fazem greve aqui”. Todavia, garantiu que a parlisação não provocou suspensão dos serviços nem afetou os hospitais.  

Sintab

O diretor de Comunicação do Sintab, Napoleão Maracajá, rebateu as críticas do prefeito Romero Rodrigues e disse que a greve foi decidida em assembleia pelos servidores sem nenhuma manipulação. “A paralisação é pelo descumprimento do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR). O prefeito Romero Rodrigues, quando candidato em 2012, assumiu um termo se comprometendo a cumprir um plano de cargos e respeitar o sindicato. Até agora não cumpriu 7% do PCCR”, afirmou o sindicalista.

Segundo Napoleão, os servidores da Saúde reivindicam 26% de reajuste, decorrente de cinco anos de defasagem do PCCR mais o índice inflacionário. Ele ainda acrescentou que o Sintab não pode atuar junto aos servidores do Estado, pois sua base é o funcionalismo público municipal de Campina Grande e cidades da região.

Aplicativo

As declarações do prefeito Romero Rodrigues foram dadas, durante entrevista, no Centro Cultural, onde lançou, oficialmente o aplicativo “O Maior São João do Mundo”, compatível com as plataformas Android, IOS e Windows Phone em parceria com a Unifacisa..

Além do prefeito Romero Rodrigues, prestigiaram a solenidade os secretários André Agra (Planejamento), Dunga Junior (Ciência e Tecnologia), Joia Germano (Cultura), Nelson Gomes Filho (presidente da Amde), jornalista Marcos Alfredo (coordenador da Codecom), vereador Aldo Cabral, o chanceler da Unifacisa, Dalton Gadelha e muitas outras autoridades.