Política

Julgamento da chapa Dilma-Temer entra na reta final; assista

Após voto do relator, demais ministro devem proferir o voto. 




O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou na manhã deste sexta-feira (9) o quarto dia de julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições de 2014. A expectativa é que a decisão seja proferida ainda hoje. O relator, ministro Herman Benjamin, deve finalizar a leitura de seu parecer sobre a ação e, após o voto do relator, cada ministro terá cerca de 20 minutos para proferir o voto.

O ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, pediu que os outros ministros façam poucas intervenções para que o julgamento tenha maior celeridade. Após Herman Benjamin, os ministros deverão votar na seguinte ordem: Napoleão Nunes Maia, Admar Gonzaga, Tarcisio Vieira, Rosa Weber, Luiz Fux, e o presidente do Tribunal, Gilmar Mendes.

Na primeira parte de seu voto, nesta quinta-feira (8), Herman Benjamin afirmou que a campanha da chapa praticou abuso de poder político e econômico por ter recebido propina como doação eleitoral. Ele ponderou, no entanto, que os crimes atribuídos à chapa vencedora também foram praticados por outros partidos. Os advogados de Dilma e de Temer confiam na absolvição.