Política


Planalto admite viagem de Temer em jatinho de Joesley Batista

Nota, no entanto, diz que o presidente não sabia de quem era a aeronave.  




O Palácio do Planalto divulgou nesta quarta-feira (7) nota na qual confirma a viagem do então vice-presidente Michel Temer em um jatinho particular em janeiro de 2011, conforme noticiado pelo site O Antagonista. A nota, no entanto, diz que Temer não sabia de quem era a aeronave.

“O vice-presidente não sabia a quem pertencia a aeronave e não fez pagamento pelo serviço”, informou a Presidência da República na nota. De acordo com a matéria de O Antagonista, o jato era de Joesley Batista, delator da Operação Lava Jato e um dos donos da empresa JBS.

De acordo com a nota divulgada pelo Palácio do Planalto, Temer usou “aeronave particular no dia 12 de janeiro de 2011 para levar sua família de São Paulo a Comandatuba, deslocando-se em seguida a Brasília, onde manteve agenda normal no gabinete”. Ainda segundo o texto, a família do então vice-presidente retornou a São Paulo no dia 14, “usando o mesmo meio de transporte”.