Política


Nova fase da Lava Jato prende ex-gerente da Petrobras e ex-banqueiro

PF cumpre mandados de busca e apreensão, de prisões preventiva e temporária e de condução coercitiva.




A Polícia Federal deflagrou a 41ª fase da Operação Lava Jato, na manhã desta sexta-feira (26). Intitulada de Poço Seco, a operação tem como alvo operações financeiras realizadas a partir da aquisição pela Petrobras de direitos de exploração de petróleo no Benin, no oeste África. Estão sendo cumpridos 13 mandados judiciais, sendo oito de busca e apreensão, um de prisão preventiva, um de prisão temporária e três mandados de condução coercitiva nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal.

De acordo com informações do Ministério Público (MPF), os alvos da operação são o ex-gerente da área internacional da Petrobras, Pedro Augusto Bastos e o ex-banqueiro, José Augusto Ferreira dos Santos. Eles são suspeitos de terem recebido mais de US$ 5,5 milhões em propinas da empresa Companie Beninoise des Hydrocarbures SARL (CBH), entre os anos de 2011 e 2014.

Os pagamentos de propina teriam sido feitos para efetivar a venda de um campo seco de petróleo em Benin, na África, para a Petrobras.

De acordo com as investigações, as operações financeiras tinham como objetivo de disponibilizar recursos para o pagamento de vantagens indevidas ao ex-gerente da área de negócios internacionais da empresa.

Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros.

O nome da operação, Poço Seco, é uma referência aos resultados negativos do investimento realizado pela Petrobras na aquisição de direitos de exploração de poços de petróleo no Benin.