Política

Vereador não se arrepende de concessão de Cidadania Campinense e medalha a Temer

Márcio Melo diz que foram reconhecimento às obras da Transposição, independente do cenário atual.   




Divulgação
Divulgação
Vereador Márcio Melo diz que Campina Grande é grato a presidente pela conclusão da Transposição

O vice-presidente da Câmara, Márcio Melo Rodrigues (PSDC), não se arrepende de ter apresentado os projetos de lei de concessão do Título de Cidadania Campinense ao presidente Michel Temer e a Medalha de Honra ao Mérito Municipal.

Aprovada pelo Legislativo, a honraria foi entregue pelo prefeito Romero Rodrigues, no dia 10 de março deste ano, quando Temer visitou o complexo Aluízio Campos e depois inaugurou o Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco.

“A concessão do título de Cidadão Campinense e da medalha foi e continua sendo merecida, pois o presidente concluiu as obras da transposição e garantiu o abastecimento de água para Campina Grande para as próximas décadas. Gosto de ser grato a quem faz”, explicou Márcio.

Em relação a decisão do ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), de abrir inquérito para investigar Michel Temer, o vereador Márcio Melo disse que é necessário aguardar as investigações e os pedidos de impeachment. Todavia, mesmo que o presidente seja condenado, o título está mantido pelo reconhecimento à obra hídrica.

Revogação

Por sua vez, o líder da bancada governista na Câmara Municipal, vereador João Dantas (PSD), defendeu a revogação da concessão do Título de Cidadania Campinense ao presidente Michel Temer, por conta do envolvimento dele em denúncias de corrupção.