Política


Cartaxo admite que Orçamento Impositivo pode ficar inviável

Prefeito disse que discussão prática sobre o tema ocorrerá apenas em 2018.




Ângelo Medeiros
Ângelo Medeiros
Prefeito falou durante inauguração de praça em Miramar

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), não vê com otimismo a proposta de Orçamento Impositivo, aprovada pela Câmara Municipal. Em entrevista na manhã desta quarta-feira (17), o gestor admitiu que a medida poderá se tornar inviável em 2018.

Segundo Cartaxo, a discussão prática sobre o tema ocorrerá apenas em 2018, porém, a crise financeira que assola o país já demonstra que as previsões não são nada animadoras para o próximo exercício.

O gestor cita como empecilho o contingenciamento de recursos por parte do governo Michel Temer, que retirou R$ 50 bilhões de repasse, sendo R$ 11 bilhões só de emendas destinadas aos municípios.

"Vamos ver na prática como vai funcionar. Se não tiver investimento, se não tiver capacidade de arrecadação, ficará inviável. Mas, se a Prefeitura tiver capacidade de investimento, somente aí as coisas poderão acontecer. Por enquanto, estamos pensando apenas no orçamento de 2017", comentou.

O prefeito concedeu entrevista durante a inauguração da Praça João Brasil de Mesquita, localizada ao lado do Esporte Clube Cabo Branco, em Miramar.