Política

Ladrões furtam apartamento de governador do Rio no Leblon

Luiz Fernando Pezão vive no Leblon, que tem o metro quadrado mais caro do país.




O apartamento do governador Luiz Fernando Pezão no Leblon, na zona sul do Rio, em uma região que tem o metro quadrado mais caro do país, foi invadido e furtado por criminosos na última quarta-feira (10), de acordo com a polícia. Os homens levaram alguns objetos do apartamento.

O prédio onde Pezão tem o imóvel é antigo e tem quatro andares. Os ladrões teriam entrado pela garagem, depois de arrombar a porta de alumínio. Não houve furto em nenhum dos outros apartamentos do prédio. A informação do crime foi divulgada nesta segunda- feira (15).

Agora à noite, a Polícia Civil informou que estão presos, desde quinta-feira (11), dois dos quatro ladrões envolvidos no furto. Com eles, foram recuperados uma camisa do Botafogo autografa por vários jogadores, uma maleta contendo duas garrafas de uísque, uma caneta e um pendrive com logotipos do clube alvinegro carioca.

No dia seguinte ao furto no apartamento do governador, policiais militares do batalhão de São Cristóvão foram acionados para atender a uma ocorrência no bairro da Tijuca, zona norte, onde prenderam Fillipe de Souza Silva e Marcelo Gouveia Santos com ferramentas tentando arrombar o porão principal de um imóvel. Mais dois criminosos conseguiram fugir de carro. Houve perseguição ao veículo usado pelos dois homens, que tentaram atropelar os policiais.

O carro foi abandonado em seguida na Rua Campos Sales, no mesmo bairro. Dentro do veículo, além dos pertences levados do apartamento do governador, os militares encontraram cinco malas com objetos furtados em ações criminosas anteriores, como roupas de grife, pares de tênis, perfumes, bolas de futebol, bolsas de viagem e casaco. Com um dos presos, a polícia apreendeu certa quantia em dólares.

De acordo com investigações da delegacia policial do Leblon, os dois presos integram uma quadrilha paulista especializada em furtos em residências em vários estados do Brasil. A perícia foi feita no imóvel de Pezão e o material foi apreendido encaminhado ao Instituto de Criminalística Carlos Éboli. Os agentes analisam as imagens de câmeras de segurança do condomínio para tentar identificar e prender os outros dois criminosos, que conseguiram fugir.

Versão do governo

De acordo com a assessoria do Palácio Guanabara, na hora do furto não havia ninguém da família do governador no imóvel. Desde quando retornou de licença, em novembro do ano passado, o governador e a família se mudaram para a residência oficial do governo do Estado, o Palácio Laranjeiras, por recomendação médica, para ficar mais próximo ao Palácio Guanabara, sede administrativa do governo, que fica no mesmo terreno.

A primeira-dama, Maria Lúcia Horto Jardim, foi quem constatou que o apartamento havia sido invadido, mas, no primeiro momento, não deu por falta de nenhum objeto.

Outro furto

Essa não é a primeira vez que o apartamento de Pezão é furtado. Quando era vice-governador, em 30 de abril de 2012, o imóvel foi arrombado. No dia do furto, o vice-governador estava em viagem de férias com a família na Itália.

A empregada quando chegou para o trabalho pela manhã, notou a porta arrombada e avisou a segurança, que deu queixa na polícia. Na ocasião, foram levadas joias e roupas do imóvel.