Política


MPF instaura inquéritos contra prefeito e dois ex-prefeitos da Paraíba

Bevilacqua Matias, de Juazeirinho, é investigado por denúncia de irregularidades em licitação.




Reprodução/TV Paraíba
Reprodução/TV Paraíba
Procurador da República Bruno Assunção investiga denúncias contra prefeito de Juazeirinho

Denúncias de irregularidades em licitações e em contratações de serviços de transporte de estudantes, suspeição de desvio de verbas na contratação de empresa para fornecimento de equipamentos para a Educação e casos de improbidade administrativa levaram o Ministério Público Federal na Paraíba a instaurar Inquéritos Civis contra o prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias Maracajá, e dos ex-prefeitos Edvan Félix (Catingueira) e Tânia Mangueira (Santana de Mangueira). Os gestores ainda vão ser notificados para apresentação da defesa.

Juazeirinho

Embora seja atual prefeito de Juazeirinho, a investigação contra Bevilacqua se refere à gestão entre 2009 e 2012. Bruno Barros de Assunção, Procurador da República, instaurou Inquérito Civil ,  a partir de representação noticiando irregularidades em licitações e em contratações de serviços de transporte de estudantes no Município de Juazeirinho, no Cariri, durante a gestão do ex-Prefeito Bevilacqua Matias Maracajá (2009-2012).

“A instauração do presente Inquérito Civil deve-se à necessidade de dar continuidade à instrução procedimental, especialmente quanto às informações requisitadas ao Detran”, explica na portaria o procurador.

Santana de Mangueira

Por sua vez, o procurador da República Felipe Torres Vasconcelos Inquérito Civil com o objetivo de apurar possíveis irregularidades no procedimento licitatório Pregão Presencial nº 22/2016, deflagrado pela Prefeitura de Santana de Mangueira, no Sertão, na gestão da ex-prefeita Tânia Mangueira Nitão Inácio, no Sertão, para contratação de empresa para o fornecimento parcelado de equipamentos e materiais permanentes para a Secretaria de Educação.

Catingueira

Ainda no Sertão, o Ministério Público Federal, considerando a Notícia de Fato instaurada a partir de representação para fins de responsabilização criminal e/ou por ato de improbidade administrativa com ressarcimento ao erário, abriu Inquérito Civil contra José Edvan Félix, ex-prefeito de Catingueira.