Política

Vereador terá reajuste de R$ 26% e ganhará R$ 15,1 mil em Campina Grande

Presidente diz que que parlamentar vai receber 60% de um deputado estadual.  



Josusmar Barbosa
Josusmar Barbosa
Vereador em Campina Grande ganha atualmente R$ 12.025

O presidente da Câmara Municipal de Campina Grande, Pimentel Filho (PSD), anunciou nesta quinta-feira (1º) que o reajuste salarial dos vereadores para os próximos quatros anos vai ser de 26,3%. A partir de janeiro de 2017, o salário de um parlamentar campinense passará de R$ 12.025,00 para R$15.193,00.

A votação do novo salário para a legislatura 2017-2021 deverá acontecer na próxima semana e representa 60% do que ganha um deputado estadual: R$ 25.322,00. Pimentel Filho explicou que os vencimentos dos vereadores são definidos por lei federal.

Ele acrescentou que o reajuste é inferior à inflação. O aumento de 26,3% para o quadriênio equivale 6,5% ao ano. Pimentel lembra que a inflação anual supera 8%. “O projeto de resolução vai ser apresentado e caberá ao plenário aprová-lo ou rejeitá-lo. Eu nem sequer voto”, ressaltou Pimentel.

Em novembro de 2012, foi aprovado um aumento salarial de 61,6% para atual legislatura (2013-2016). O subsídio mensal de um parlamentar campinense passou, então, de R$ 7.430,39 para R$ 12.025,25. Campina Grande tem 23 vereadores.

Desrespeito

O líder do PCdoB, na Câmara de Vereadores, Napoleão Maracajá, disse que o reajuste de 26,3% é um desrespeito aos servidores públicos. “Eu vou votar contra este aumento, que é inoportuno. A Câmara está indo de contramão dos demais municípios e do país. Tem vereador que merecia ganhar a metade do atual salário, pois não participa efeticamente das sessões”, criticou Napoleão.