Política

Ministros entregam acelerador linear de radioterapia em CG

Equipamento vai atender pacientes em tratamento contra o câncer.



Codecom/CG
Codecom/CG
Os ministros da Saúde e do Desenvolvimento Social e Agrário, Ricardo Barros e Osmar Terra entregaram o novo equipamento na FAP

Os ministros da Saúde e do Desenvolvimento Social e Agrário, Ricardo Barros e Osmar Terra, respectivamente, entregam nesta segunda-feira (28) um novo acelerador linear, equipamento utilizado nas sessões de radioterapia da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP). O novo aparelho é o primeiro acelerador linear entregue pelo Plano de Expansão da Radioterapia no SUS. A solenidade será realizada a partir das 10h30.

O acelerador, que é utilizado no tratamento de vários tipos de câncer, possibilitará dobrar o número de atendimentos por mês em 187 municípios da região. O Ministério da Saúde investiu R$ 4,9 milhões na compra do equipamento e construção do bunker (espaço destinado para instalação do aparelho).

O hospital foi escolhido após levantamento do Ministério da Saúde sobre os vazios assistenciais nos serviços de radioterapia. A região mais carente é o Nordeste, que possui déficit de 58 equipamentos, seguida do Sudeste, que precisa de mais 35 aceleradores.

“Entendemos como um importante avanço a iniciativa do Governo Federal em proporcionar, através do plano de expansão, a implantação de novos aceleradores lineares nas regiões mais carentes desses equipamentos na área de Radioterapia. Para a FAP, representa um aumento quantitativo e qualitativo em nossa capacidade assistencial, com vistas a consolidar nossa participação na rede de Oncologia do SUS, além de termos o orgulho em ser o primeiro hospital a receber uma das 80 máquinas no Brasil”, declarou o presidente da FAP, Helder Macedo.

Pesquisa do zika

Antes da inauguração, o ministro da Saúde visitou o Hospital Dom Pedro I, onde funciona o ambulatório especializado para atendimento às crianças com microcefalia e outros distúrbios causados pela Síndrome Congênita do Zika Vírus. A médica Adriana Melo, pesquisadora premiada e destaque internacional por ter sido uma das primeiras a fazer a vinculação da Zika com o aumento de casos de bebês microcéfalos, também acompanhará a visita, com sua equipe.

O ministro da Saúde lembrou Adriana Melo participa de três dos projetos aprovados pelo CNPQ. "Vamos ver de que forma o governo poderá apoiar cada vez mais as pesquisas de zika e microcefalia. somos o país que detém a maior pesquisa nisso no mundo. a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a emergência do zika, mas vamos continuar com a pesquisa", assegurou Ricardo Barros.

Já Osmar Terra, que já tinha vindo como presidente da comissão especial da Câmara Federal, disse que a visita como ministro é para pensar, em conjunto com o ministério da Saúde, como atender de forma integrada as crianças com microcefalia. "Elas terão o acompanhamento semanal de visitadores do programa criança feliz", completou.

>>>  Ministros da Saúde e de Desenvolvimento Social desembarcam em Campina segunda-feira

Por determinação do Ministério da Saúde, o acesso ao local onde funcionará o acelerador linear será permitido apenas à imprensa oficial que, posteriormente, fará a distribuição das imagens.

Atualizada às 12h40.