Política

Orçamento da Saúde é discutido em audiência da LOA na Câmara de CG

Dia 28 haverá audiência para secretarias remanescentes no plenário na Câmara 



No dia destinado à discussão do orçamento da Saúde de Campina Grande, o plenário da Câmara Municipal contou com mais participantes na audiência desta quinta-feira (24), na qual a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2017 também discutiu os orçamentos da Assistência Social e do Gabinete do Prefeito. Para a Secretaria Municipal de Saúde estão sendo destinados quase R$ 266 milhões, o que corresponde a 26% de todos os recursos.

Após explicar as ações previstas para o próximo ano, a secretária municipal de Saúde, Luzia Pinto respondeu a questionamentos e sugestões dos conselheiros e delegados do Orçamento Participativo. A secretária disse que teme a aprovação da PEC 55 que limita gastos para áreas prioritárias como educação e saúde.

O presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, vereador Marinaldo Cardoso (PRB) disse que no próximo dia 28, haverá uma última audiência da LOA, reservada aos remanescentes. “Alguns secretários não puderam vir e justificaram suas ausências, então nesta data eles terão a oportunidade de discutir com os conselheiros do Orçamento Participativo”, disse.

Na data estarão presentes, os secretários de Juventude, Esporte e Lazer, Gustavo Ribeiro, o coordenador do Procon Municipal, Paulo Porto, o secretário de Cultura, Capilé e o superintende da STTP, Félix Neto. Em seguida, a comissão integrada também pelos vereadores João Dantas (PSD) e Galego do Leite (PTN) dará um prazo para que a peça orçamentária seja encaminhada a votação e apresentação de emendas pelo legislativo campinense