Política

Vereadores eleitos de Campina declaram gastos inferiores a R$ 3 mil

TSE tem arrecadação e gastos de campanha de eleitos, suplentes e não eleitos.



A consulta as contas de campanha dos vereadores eleitos em Campina Grande causa surpresa ao eleitor que acompanhou o úlltimo pleito. Alguns eleitos, inclusive pela primeira vez, declararam gastos menores que R$ 3 mil. O esterante pastor Luciano Breno (PPL), eleito por quoeficiente partidário com 1.432 votos declarou gastos de apenas R$ 2,8 mil e o vereador reeleito, Galego do Leite (PTN), apenas R$ 3 mil.

No caso do pastor Luciano Breno, ele arrecadou R$ 5,7 mil, valor que vai para o comando nacional do partido e pode ser direcionado para os diretórios municipais ou estaduais. 

Entre os vereadores que gastaram mais figuram no topo da lista o novato Renan Tarradt Maracajá (PSDC). O vereador mais votado também foi o que gastou mais, apresentando uma arrecadação de R$ 65 mil e gastos de R$ 37,4. Renan foi eleito com 4.977 votos, deixando em segundo e terceiro lugar, o ex presidente da Casa de Félix Araújo e o atual presidente, Antonio Pimentel Filho. Os veteranos declararam gastos de campanha de R$ 21,7 e 28,7, respectivamente.

Os dados do Tribunal Superior Eleitoral estão disponíveis através da página do órgão.